Mais um recorde de “Luladilma” a dupla que nos governa

Alcançamos a inflação de dois dígitos. A economia afunda. Urge um afastamento da presidente para que o país possa ter credibilidade necessária  e fazendo ajuste possa amenizar a grave crise. Uma solução da crise vai demorar anos… Não foi por acaso que a bolsa reagiu bem, logo após Cunha aceitar o impeachment. O mercado nacional e internacional quer o impeachment. A ideologia comunista e associação com países do atraso ( Irã, Venezuela, Cuba) e o  desprezo com nossos históricos parceiros comerciais ( EUA) ajudaram a criar o caos de nossa economia.

Estamos andando para trás. Voltando aos índices de quando Lula tomou posse.(2002).

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acelerou em novembro. A alta foi de 1,01% no mês passado, maior porcentual para o período desde 2002, e de 10,48% no acumulado, a taxa mais elevada desde 2003. No ano, o avanço é de 9,62%.

Os combustíveis lideraram o ranking dos principais impactos individuais. O litro da gasolina ficou 3,21% mais caro para o consumidor, ainda devido ao reajuste de 6% vigente nas refinarias desde 30 de setembro.

Já o preço do etanol avançou 9,31% no mês passado, enquanto o óleo diesel teve alta de 1,76%.

Entre os grupos, no entanto, o destaque ficou com alimentos e bebidas, que subiram 1,83% na passagem de outubro para novembro.

Nos alimentos subiram 2,46%.  Destacando-se a batata-inglesa (27,46%), o tomate (24,65%), o açúcar cristal (15,11%) e o refinado (13,15%).

Segundo o IBGE, a valorização do dólar em relação ao real encarece o adubo e estimula as exportações, diminuindo a oferta interna de produtos.

Deixar uma resposta