Lava Jato enfraquece Lula, Dilma e Renan

CYoE7L-WsAEBFGX

– Nestor Cerveró disse que Lula deu-lhe um cargo na BR Distribuidora em 2008 “como reconhecimento” pela ajuda do ex-diretor da área Internacional para quitar um empréstimo sujo de R$ 12 milhões do Grupo Schahin ao PT. Tic-tac, Lula…

– Rodrigo Janot afirmou que a BR Distribuidora foi (também) “reservada” ao senador Fernando Collor de Mello pelo então presidente Lula “em troca de apoio político à base governista no Congresso Nacional”. É o “mensalão” de cargos públicos.

– Dilma Rousseff autorizou Collor a negociar cargos da subsidiária da Petrobras, segundo Cerveró. Decerto, ela queria manter o arranjo de Lula em troca de “apoio político” também. O resultado do esquema se conta em propina.

Leia mais:

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Deixar uma resposta