O milagre de Dilma: de repente milhões vão entrar na economia

Os  comunistas pensam que podem resolver todos os problemas apenas com  decretos. Como se nao existisse as leis de mercado que regem o capitalismo.

De repente, em plena crise, Dilma anuncia R$ 83 bilhões para entrar na economia e pagar as dívidas dos endividados que vão pedir emprestado para pagar empréstimo ou que vão destruir seu futuro ( usar o FGTS) para pagar dívidas. 60% do dinhiro anunciado é do FGTS.

Quem quiser fazer empréstimo consignado usando o FGTS como garantia (Se não puder pagar, seu FGTS cobre). Isso ainda depende da aprovação da mudança da lei.

Não existe crescimento sem INVESTIMENTOS E SEM CREDIBILIDADE. E ISSO DEPENDE DA SAÍDA DE DILMA.

NÃO SE RESOLVE RECESSÃO USANDO E DESTRUÍNDO RESERVAS E PATRIMÔNIOS EMERGÊNCIAIS.

O FGTS é uma reserva do trabalhador em caso de demissão, doenças ou aposentadoria. Não é para pagamento de dívidas.

O governo esqurdista mais uma vez empurra o problema com a barriga.  Paga-se a dívida e perde-se a reserva de emergência do trabalhador.

Outra parte do dinheiro será usada para pagamento de dívidas das empresas ( prestações com máquinas e equipamentos), mas após pagar as dívidas,  se forem feitos investimentos com o atual quadro de recessão, a dívida volta…….E ninguém vai investir se não está vendendo…..e se o retorno é  extremamente duvidoso. Paga-se as dívidas, o país continua parado.

O objetivo de Dilma é  mesmo esquema feito na época das eleições:  Cria-se uma espectativa e uma falsa melhora na economia,  AFASTA O PERIGO DE IMPEACHMENT ( na ilusão que estamos saíndo da crise) e cria-se mais problemas para o futuro.

E  os desempregados que já  “torraram” seu FGTS ou os que usaram na compra da moradia? Eles  não  poderão pedir empréstimo usando o que não tem (FGTS) como garantia.

Jorge Roriz

Deixar uma resposta