Brasília – Acampados têm 48h para deixarem a grama do Congresso

Os manifestantes dos grupos pró-impeachment e da Central Única dos Trabalhadores (CUT) que estão acampados nos gramados do Congresso Nacional e da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, terão 48 horas, a partir desta quinta-feira, para deixar o local. A decisão foi anunciada pelo governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), e pelos presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Eles se reuniram um dia após o confronto entre integrantes da Marcha das Mulheres Negras e manifestantes pró-intervenção militar, que terminou com tiros disparados para o alto por um policial civil que estava entre os acampados. Desde a semana passada, duas outras ocorrências já haviam sido registradas envolvendo os manifestantes, incluindo a apreensão de uma pistola, objetos cortantes e soco-inglês. “Não é restrição à manifestação ou a ideologias, mas uma incapacidade de dar segurança”, disse Cunha. Rollemberg afirmou que o “Estado pode usar a força”, mas “espera que os grupos saiam pacificamente”. Os defensores de uma intervenção militar ocupam, neste momento, uma área sob responsabilidade do Distrito Federal, enquanto os sindicalistas da CUT e manifestantes pró-impeachment ficam mais próximo do Congresso. (Felipe Frazão, de Brasília – VEJA)

Deixar uma resposta