Dilma Rousseffe é notificada pelo STF – Ela será obrigada a parar de mentir

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), notificou a presidente afastada Dilma Rousseff para que a petista explique o motivo de ter classificado como um “golpe” o processo que determinou o seu impeachment. Dilma terá até dez dias para prestar os esclarecimentos, segundo matéria publicada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta quarta-feira (18).

A decisão da ministra do STF atende a uma representação protocolada no último dia 5 pela Procuradoria Parlamentar da Câmara dos Deputados. O texto diz que Dilma comete uma “ofensa profundamente gravosa contra 513 deputados federais” ao afirmar que é vítima de um “golpe”.

A peça foi assinada pelo líder do PSDB na Câmara, deputado Antonio Imbassahy (BA), pelo coordenador jurídico do PSDB, deputado Carlos Sampaio (SP) e pelos deputados Pauderney Avelino (DEM-AM), Julio Lopes (PP-RJ), Rubens Bueno (PPS-PR) e Paulinho da Força (SD-SP), além do procurador parlamentar, o deputado Claudio Cajado (DEM-BA).

Ainda de acordo com a Folha, os parlamentares responsáveis pela representação podem entrar com uma ação contra a petista a partir do momento em que ela der as explicações solicitadas. Segundo Rosa Weber, a presidente afastada não é obrigada a responder ao pedido.

Clique aqui para ler a matéria da Folha de S. Paulo.

Deixar uma resposta