Duas chapas devem disputar comissão especial do impeachment

O governo tentou transformar a comissão especial que vai analisar a denúncia contra a presidente Dilma Rousseff numa, como posso chamar?, tropa de choque sem nenhuma sutileza. Quando se nomeiam Sibá Machado (PT-AC), líder do partido na Câmara, e José Guimarães (PT-CE), líder do governo na Casa, para analisar o assunto, é claro que se está querendo confusão, não esclarecimento.
É evidente que eu espero que petistas integrem uma comissão como essa para defender Dilma e o governo. Ocorre que esses senhores estão entre aqueles que consideram a aceitação da denúncia um “golpe”. Assim, o seu propósito não é ir lá defender um ponto de vista, mas sabotar qualquer trabalho sério.
Leia mais em Reinaldo Azevedo

Deixar uma resposta