” É impossivel acabar com o Aedes Aeypti” afirma bióloga

Frases da bióloga Margareth Capurro, professora do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (USP). Margareth foi indicada pelo governo brasileiro para participar de um projeto internacional sobre o mosquito e estuda há 18 anos formas de alterá-lo geneticamente

“No Brasil, temos outro problema: a cultura de que é o governo que tem de cuidar de tudo. Muita gente acha que não precisa cuidar do próprio quintal porque o vizinho não cuida do dele.”

“A gente fala de um projeto de R$ 1 milhão para combater a doença, mas roubaram não sei quantos bilhões. Não podemos dizer que o Brasil é pobre. Os recursos é que são muito mal usados. E muito roubados”

“O combate ao mosquito não é só questão de virar vasinho. É um problema social: falta saneamento básico.”

“Tem um projeto de captura de mosquito com armadilha que a própria comunidade pode fazer, com ajuda de agentes de saúde. A armadilha é feita com uma garrafa de plástico e larvicida. O mosquito coloca os ovos lá e eles morrem.”  Assista o vídeo ensinando a fazer a armadilha caseira.

 

LEIA A MATÉRIA NO SITE DA REVISTA ÉPOCA

Deixar uma resposta