Gordura Fígado – A gordura excessiva da esteatose hepática

Gordura  Fígado

Prezados leitores: Não sou médico, não passo receita e não  faço diagnóstico. Não adianta  fazer perguntas por e-mail, que não respondo. cada caso é um caso e  somente um médico pode tirar dúvidas. O Objetivo dessa reportagem não é atemorizar ninguém. A doença se tratada possui amplas possibilidades de cura. O paciente pode conviver com o problema durante anos e não significa que a pessoa necessariamente vai morrer disso. No final da reportagem divulgo receitas caseiras que pesquisei em um site, sobre como curar a esteatose. Não garantimos a eficiência de tais receitas.

O melhor caminho é consultar médicos especialistas no assunto.

O acúmulo de gordura no interior dos hepatócitos é um mecanismo natural, utilizado para estocar energia. A quantidade de energia acumulada na gordura é muito maior que no açúcar ou na proteína, podendo fornecer ao animal grande quantidade de energia nos momentos de necessidade. O fígado mantém dois grandes estoques de energia: a gordura e o glicogênio, que é uma glicose alterada para ser estocada. Quando permanecemos em jejum e o nível de açúcar no sangue diminui, hormônios enviam sinal ao fígado para transformar o glicogênio em glicose e manter o organismo funcionando. Se a falta de comida persistir, a gordura começa a ser utilizada, mas este processo é mais demorado.

A esteatose hepática, em si, não é uma doença, mas reflete uma doença metabólica. Infelizmente, por um motivo ainda desconhecido, o organismo desencadeia uma inflamação contra os hepatócitos com acúmulo de gordura, que são gradualmente destruídos. Dependendo da intensidade desta destruição, isso pode levar à formação de fibrose (cicatrizes) que vão se acumulando e progredindo até a formação de nódulos, o que caracteriza a cirrose.

1 . O que é gordura no fígado?

Muitas pessoas possuem figado com grande quantidade de gordura e não sabem. O exame é detectado através da ultrasonografia total do abdome. Não é necessáriamente uma doença de obesos. Existem vários graus ( 1º, 2º, 3º). Após o 2º grau, e persistindo o problema , pode causar cirrose ( que é uma doença que não tem cura) e somente um transplante salva o paciente da morte. Os sintomas nem sempre se manifestam. Pessoas que não fazem uso de álcool também podem possuir esteatose hepática. O uso do álcool dificulta a volta da normalidade do fígado.

O depósito de gordura no fígado recebe o nome de esteatose hepática: infiltração de gordura no fígado.
Essa gordura no fígado pode provocar reações clínicas como dor e desconforto abdominal; portanto, sempre é bom realizar exames de rotina (mesmo que não tenha nenhum sintoma), pois muitas pessoas acabam descobrindo que tem essa doença ao fazer exames ultrasonográficos. Outros descobrem que tem a doença ao fazer exames para investigar dor abdominal ou aumento do tamanho do fígado.

2 . Quais os sintomas da esteatose no fígado?

Aproximadamente metade das pessoas com esteatose tem dor abdominal (sensação de peso no abdômem) geralmente desagradável .

Casos mais avançados podem ter sintomas mais intensos, no entanto, a esteatose muitas vezes não apresenta sintomas, sendo descoberta apenas em exames de rotina (exames de sangue, ultrasonografia etc.).

3 . Por que ocorre gordura no fígado (esteatose hepática)?

A causa mais comum é a obesidade: muitas pessoas acima do peso tem infiltração de gordura no fígado.

Essas pessoas podem apresentar sintomas digestivos relacionados a esteatose ou outras doenças digestivas comuns em obesos. Assim, muitos obesos tem sintomas de esofagite de refluxo, tais como azia, queimação no peito ou sensação de líquido que volta para a garganta.

Muitos diabéticos tem esteatose, cujos sintomas podem vir associados aos da diabete.

Pessoas que fazem uso freqüente de álcool também fazem parte do grupo de risco. Algumas vezes essas pessoas podem até chegar a ter hepatite por álcool, cirrose alcoólica etc.

4 . Como diagnosticar e tratar a esteatose (gordura no fígado)?

Além do exame clínico bem feito, o médico muitas vezes recorre a exames laboratoriais. Nos casos de dor abdominal ou desconforto abdominal, deve-se excluir outras causas como doenças do estômago e intestinos. Quando existe uma causa para a esteatose, deve-se corrigi-la para que haja melhora.

Fontes:

Hepcentro – Site de Hepatologia, Doenças do Fígado

http://www.hepcentro.com.br

http://www.saudeinformacoes.com.br/materias_ver_materia.asp?id=209

“Se você tem diagnóstico de “fígado gorduroso” (esteatose hepática), é conveniente que seja feita uma avaliação clínica e laboratorial para descobrir a causa do distúrbio: Decorrente de abuso de bebidas alcoólicas? Hepatite viral crônica? Hepatite auto-imune? Decorrente apenas de obesidade? O tratamento, se for indicado, vai depender da “doença de base” (se houver).”

Tratamentos caseiros através de remédios naturais:
– A maioria dos casos de acúmulo de gordura no fígado se deve a obesidade. A redução gradual de peso no decorrer do tempo, reduzirá o aumento de tamanho do fígado.
cozinhe umas 4 cebolas em um litro de aguá e durante o dia vai tomando esse chá durante um período de tempo superior a 30 dias é um ótimo purificador.
– Reeducação alimentar, evitar alimentos gordurosos e/ou industrializados. Caminhada. Todo o resto é panacéia.
– O uso constantes de berinjelas, ajuda a diminuir o colesterol e reduz a ação das gorduras sobre o fígado.
– Em jejum pela manhã tome 250 ml de suco de tomate, e ao longo do dia, além da alimentação mais cuidada, isenta de gorduras e açúcares em excesso, tome 3 xícaras de chá de alface (80g/litro de água) ou de chapéu de couro(20g/litro de água).
-Com ampla ação, a carqueja exerce ação benéfica sobre o fígado e intestinos, auxiliando no tratamento de doenças digestivas em geral.
– O uso da maçã excita a ação do fígado.
-Jenipapo – É indicado na má digestão e nas afecções do fígado e do baço.

 

Vagens de pau ferro:

Utilidades medicinais: Para doenças do fígado.
Preparo: Pisar 3 vagens e colocar em 1 litro de água e deixar de molho durante três dias.
Modo de usar: Tomar duas vezes ao dia.
Extraído do site: www.ihaa.com.br

O fígado gorduroso é um acúmulo excessivo de gordura (lipídeos) no interior dos hepatócitos (células do fígado). Algumas vezes, a causa do fígado gorduroso é desconhecida, especialmente em recém-nascidos. Geralmente, as causas conhecidas lesam o fígado de alguma maneira. Normalmente, o fígado gorduroso é assintomático. Raramente, ele causa icterícia, náusea, vômito, dor e sensibilidade abdominal. Um exame físico que revela uma hepatomegalia (aumento de volume do fígado) sem qualquer outro sintoma sugere o fígado gorduroso.

O diagnóstico pode ser confirmado através de uma biópsia hepática, procedimento no qual é utilizada uma agulha oca e longa para se obter uma pequena amostra de tecido para exame microscópico. A mera presença de gordura excessiva no fígado não é um problema grave. O tratamento visa eliminar a causa ou tratar o distúrbio subjacente. As lesões hepáticas repetidas causadas por substâncias tóxicas (p.ex., álcool) podem, em última instância, evoluir do fígado gorduroso para a cirrose.

Fonte(s):

http://www.msd-brazil.com/msd43/m_manua

Outro site que fala sobre o assunto:
http://www.unidosvenceremos.com.br/dieta.html

CONHEÇA O SEU FÍGADO

Sou teu figado

  1. Olga Mendonça PPS 2007 Teu Fígado Transição automática de slides. Ligue o som.
  2. Olá ! Sou teu fígado !
  3. Permite que eu me apresente!
  4. Como podes gostar e cuidar de mim, se não me conheces?
  5. Sou o maior órgão do teu corpo e estou localizado no lado superior direito do abdômen , protegido pelas costelas (gradio costal). Sou responsável por aproximadamente 5.000 (cinco mil) funções vitais, produzindo a grande maioria das substâncias essenciais para manter funcionando o resto do teu organismo.
  6. Sou um grande laboratório! Produzo a bile que é levada ao intestino delgado para se juntar ao processo de digestão. Eu mantenho as reservas de ferro que tu necessitas, bem como as vitaminas e outros minerais. Também produzo hormônios, proteínas e enzimas que mantêm teu corpo funcionando normalmente.
  7. Tenho participação na produção de substâncias que ajudam o sangue a coagular e um papel importante na decomposição do colesterol e de medicamentos. Sem mim não terias forças para levar tua vida adiante!
  8. Eu armazeno todas as toxinas, venenos, álcool, substâncias químicas e drogas que entram em teu corpo. Minha função é quebrar quimicamente estes venenos, de modo que possam ser mais facilmente eliminadas pelos rins e pela pele.
  9. Sou um depósito de toxinas. Elas permanecem em mim por bastante tempo até serem processadas. Se a carga se torna excessiva, fico impedido de trabalhar adequadamente e o processo digestivo se torna difícil.
  10. Eu reservo energia, como uma bateria, armazenando açúcar (carboidratos e gorduras) até que dele necessites. Sou eu quem alimenta o teu cérebro de energia e o faz funcionar. Sem mim, entrarias em estado de coma! Na verdade, nem poderias te levantar da cama se eu não estivesse trabalhando !
  11. É importante que gostes de mim! Mas não te peço muito…Basta que me trates bem! Não me entupas de álcool – cerveja, uísque ou cachaça! Se bebes com frequência , podes me lesionar para o resto das nossas vidas!
  12. E eu me lesiono facilmente… Estas lesões chamadas "cirrose“, são permanentes.
  13. Toma cuidado com o hábito da auto-medicação! Os medicamentos são importantes, mas ao tomares remédios sem necessidade, podes me sobrecarregar e intoxicar! Todos os medicamentos são produtos químicos e quando tu os combina sem a aprovação de um médico, podes criar algo venenoso e prejudicar-me seriamente.
  14. E saibas, eu não me queixo. Se me maltratas, não poderei avisar-te que estou em perigo! Outra coisa importante – cuida da tua alimentação! Não abuses dos alimentos gordurosos! Eles podem me deixar coberto de gordura e se isso acontecer, desequilibrarei vários sistemas do teu corpo! Alimenta-te com uma dieta balanceada. x x x x
  15. Sou vulnerável aos diversos vírus da hepatite , os quais vivem no sangue, na saliva, nas fezes e no sêmem humano. Quase sempre sou capaz de destruir esses vírus, mas às vezes eles são mais fortes que eu e me infectam, causando-me muito dano.
  16. Os vírus da hepatite C, são transmitidos pela transfusão de sangue e hemodiálise, pelo uso de drogas intravenosas, material cortante ou perfurante de uso coletivo, sem esterilização adequada: procedimentos médicos/odontológicos, tatuagens, piercing, manicure, etc.
  17. Já o vírus da hepatite A, é transmitido através da água e dos alimentos, enquanto o da hepatite B, através dos contatos íntimos, da mãe infectada para o recém nascido e pelo uso do sangue infectado.
  18. Então observa a procedência do sangue que acaso precises receber, dos alimentos e da água que ingeres e toma cuidado com a higiene ao toalete. Usa preservativos com novos parceiros, exige que os instrumentos que perfurem tua pele ou boca sejam esterelizados. ATENÇÃO
  19. Segundo a Tradicional Medicina Chinesa, sou um órgão regido pela energia da madeira . Por isso, como uma planta, se me tiras um pedaço, sou capaz de me regenerar e crescer novamente.
  20. Sou eu quem controla teu sistema nervoso e exerço uma atividade importante sobre teus pensamentos. Quando estou desequilibrado, não consegues te concentrar e nem ter clareza mental. Também te enervas facilmente, ficas instigado às brigas, predisposto à dores de cabeça, na nuca e região lombar…
  21. Ainda segundo a milenar Medicina Chinesa, sou a morada das HUN, seres espirituais que zelam por tua saúde.
  22. E elas não gostam, absolutamente, da raiva e suas toxinas venenosas! x x x x x
  23. Quando te tornas irado, sou agredido pelas toxinas do estresse. Se isso ocorre com frequência, as HUN me abandonam e fogem do teu corpo…
  24. Então, torno-me endurecido e o teu humor cada vez pior. Na antiguidade, Hipócrates classificou os principais temperamentos humanos de acordo com os humores predominantes. Ele denominou temperamento bilioso – que significa cheio de bilis e de raiva, irritável – aquele dominado por minha atuação negativa …
  25. As toxinas da raiva são um veneno que não consigo metabolizar…E elas podem me destruir, tornando-me um sério candidato ao câncer … Além disso, quando envenenado pela raiva, afetarei o teu coração, que tornar-se-á impaciente e rancoroso, incapaz de sentir amor, alegria e respeito. E isso, facilmente, pode destruir teus relacionamentos…
  26. A única forma de convencer as HUN a voltarem ao teu corpo, é praticares atos de bondade para contigo mesmo e para com os outros. Quando transformares tuas atitudes raivosas em tolerância,conciliação e solicitude, elas ficarão ao teu lado, trazendo-te saúde e sorte!
  27. Entendes agora que precisas buscar a Sabedoria do Viver, para poderes enfrentar os desafios do dia a dia, com inteligência, calma e serenidade? Compreendes a importância de te apaziguares com todas as circunstâncias da tua vida e todos os seres à tua volta?
  28. Como vês, tua vida, saúde e felicidade, dependem de que cuides muito bem de mim e de ti! Evita o estresse. Correr contra o relógio é hábito perigoso. Cultiva o bom humor. Pra que levar a vida tão a sério? Procura sorrir e brincar. Permita-te o lazer e o prazer. Descontração e diversão são essenciais para manter-me desopilado !
  29. Busca o teu bem-estar através do contato com a natureza, da prática de exercícios físicos, do relaxamento e principalmente, da meditação, que te conecta com a Fonte da Vida!
  30. Que as HUN te dêem uma saúde vibrante e muita sorte ! Obrigado por tua atenção !
  31. Teu silencioso companheiro, O fígado
  32. Texto adaptado do livro: CHI NEI TSANG – A MASSAGEM DOS ÓRGÃOS INTERNOS – Mantak Chia Formatação: OLGA MENDONÇA Psicóloga Psicoterapia – Naturoterapia – Reprogramação Mental Contato: [email_address] Recife, Agosto de 2007

Mais informações:
Silimarina é um tipo único de flavonóide com capacidade antioxidante.
Ações e uso: Para todos os problemas de fígado como icterícia e hepatite. Contém algumas das substâncias de proteção do fígado mais potentes conhecidas.
ü Evita o dano feito pelos radicais livres ao agir como antioxidante, protegendo o fígado.
ü Estimula a produção de novas células no fígado e evita a formação de eleucotrienos danosos.
ü Também protege os rins e é benéfica para as pessoas com psoríase.
ü O cardo mariano (“Silybum marianum”) é uma das plantas mais utilizadas nas afecções hepáticas, devido ao fato de proteger a célula hepática, com resultados cientificamente comprovados, pelo que é usado na composição de muitos preparados farmacêuticos.
ü O seu princípio ativo, a silimarina, ajuda a regenerar as células hepáticas danificadas por substâncias tóxicas, como o álcool, entre outras. As sementes dos frutos, as folhas e a raiz desta planta são usados em inúmeras afecções hepáticas: intoxicações, icterícia, hepatite e cirrose.
ü Esta substância é também benéfica em tratamentos com quimioterapia, ajudando o fígado a suportar os efeitos secundários resultantes destes tratamentos químicos.
ü No caso do extrato seco em cápsulas, deve optar por suplementos com um mínimo de 70 a 80% de extrato padonizado de silimarina, devendo tomar cerca de 140 a 210mg quatro vezes ao dia.
A Silimarina tem uma importância que infelizmente aqui no Brasil é relegada.
Em experimentos, ela se mostrou eficaz na cirrose hepática, nas hepatites crônicas, na esteatose e na sobrevida de indivíduos com câncer de fígado.

SUBSTâNCIAS QUE EM EXECESSO PODE PREJUDICAR O FÍGADO
Vitamina A: É a vitamina mais perigosa para o fígado, junto com o excesso de vitamina E. É de difícil metabolização pelo fígado, acumulando-se gradativamente e resultando em um excesso de vitamina, chegando a comprometer o mesmo; em inúmeros casos, resulta em dano hepático. Porém a vitamina ( como todas as outras é essencial para a saúde, porém não deve ser usada em excesso.
Ferro: Não deve ser tomado nenhum suplemento que contenha ferro. Uma das características da hepatite C é a acumulação de ferro no fígado e está comprovado que os vírus se alimentam deste ferro. Muito cuidado com os complementos multivitamínicos e minerais; geralmente, a quantidade de ferro é muito superior à dosagem diária recomendada para o organismo. Porém o ferro é essencial para evitar anemia. Não se deve usar em exesso.
Boldo do Chile: O chá feito com as folhas do boldo parece obter resposta positiva na redução das transaminases, porém estudos preliminares apontam sua associação à elevação de enzimas no fígado. Além disso, há fortes evidências que a sua interação com medicamentos anti-coagulantes possa ser maléfica.
infelizmente, a maioria das propostas fitoterápicas, dietoterápicas ou alternativas na medicina não possuem o rigor acadêmico e, portanto, expõem os pacientes aos riscos gerados pelo desconhecimento dos seus benefícios e malefícios. Em recente revisão bibliográfica realizada por alunos de iniciação científica e de pós-graduação, percebeu-se alguns exemplos que permitem consolidar esta preocupação. Para se ter uma idéia, o Confrei está relacionado com casos de doenças vasculares do fígado, doença de difícil tratamento que muitas vezes requer o transplante hepático para evitar a morte do paciente. Casos de Hepatite Fulminante pelo Kavacava foram relatados, assim como pela Cascara Sagrada, segundo publicação na conceituada Revista American Journal of Gastroenterology.
Tem-se observado que algumas ervas chinesas estão proibidas em várias partes do mundo por causarem Hepatite e Fibrose Pulmonar, enquanto que a Sacaca, extraída de árvores amazônicas e comercializadas no Norte-Nordeste do Brasil, não possui qualquer efeito em reduzir o colesterol, além de ter causado Hepatite grave e morte em vários consumidores em Belém do Pará, Manaus e em outras cidades do País.
Vitamina C: É um poderoso agente antiviral; o prêmio Nobel de medicina, Dr. Linus Pauling, recomenda um mínimo de 10 gramas de vitamina C por dia para qualquer pessoa; nesta dosagem porém pode causar diarréia, que cessa ao interromper-se a ingestão. MMuito cuidado: tomar acima de dois gramas por dia pode aumentar a quantidade de ferro no fígado, que representa um perigo, principalmente nos casos de cirrose e nos pacientes com hepatite C em tratamento com Interferon, inibindo a ação deste. O médico deve ser consultado.

Os tratamentos alternativos à base de ervas são os mais utilizados e são importantes coadjuvantes e excelentes hepatoprotetores, porém deve ser lembrado que nunca deve ser abandonado o tratamento médico para se realizar um tratamento alternativo. Faça-os conjuntamente, um auxiliando ao outro, sempre consultando o seu médico. Cuidado: certas ervas podem ser tóxicas para seu fígado, prejudicando-o ainda mais. Se, após tomar alguma erva, sentir dor de cabeça ou qualquer reação, interrompa imediatamente a ingestão e consulte novamente o seu médico.
http://www.grupoesperanca.org.br/alternativos.htm
Metafísica – Sistemas Excretores – Equilíbrio Emocional
Onde nasce o verdadeiro equilíbrio emocional
Na visão da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) o fígado, do ponto de vista energético, está estreitamente envolvido com a vesícula biliar (postura e decisões), mas também com os olhos (sentido da visão), ombros, joelhos e tendões (flexibilidade), unhas, seios e todo o aparelho reprodutor feminino.
Na MTC se diz que o fígado é o órgão mais importante para a mulher, assim como o rim o é para o homem. Praticamente todo o sistema reprodutor feminino é regido pelo fígado, responsável por alterações no ciclo menstrual, presença de cistos de ovário, miomas uterinos, corrimentos ou prurido vaginais, alterações da libido como frigidez e impotência. O fígado é responsável por manter o livre fluxo da energia total do corpo. Como o movimento do sangue segue o movimento da energia, dizemos que o fígado direciona a circulação do sangue, regula também o ciclo menstrua e é o principal órgão envolvido no bloqueio energético do corpo.
Mas seu papel mais importante, é sem dúvida, sobre o equilíbrio emocional. É o livre fluir da energia do fígado que vai nos permitir responder vitoriosamente aos desafios da vida, aos estímulos emocionais e afetivos, 24 horas por dia, cada segundo de nossa vida, sem parar
Explicando melhor: Quando passamos por eventos na vida tensos ou desagradáveis pode ocorrer um bloqueio energético dentro dos meridianos e quando isso acontece instala-se, dentro do nosso subconsciente, uma emoção negativa ou crença negativa.
Exemplos de emoções e crenças negativas: Raiva, culpa, ansiedade, estress, baixa-autoestima, triateza, depressão, procrastinação, medo, pânico, timidez, insegurança, entre outras
Quando o fígado esta desequilibrado a pessoa tem mais propensão a acumular bloqueios energéticos. Ou seja uma pessoa com a energia do fígado debilitado tem mais facilidade de acumular no seu subconsciente mais emoções negativas do que outras.
Daí começa a responsabilidade e respeito que devemos ter pelo nosso fígado e sistema hepático. E, já podemos deduzir sobre o desgaste intenso ao qual este sistema é submetido no cotidiano da vida moderna. Pouco se sabe sobre sua importância e como auxiliar, ser cúmplice, do fígado nesta missão existencial: equilíbrio emocional e afetivo. Visão, flexibilidade, postura e decisões.
Pelo contrário, só pela má alimentação e sedentarismo, a cultura ocidental faz de tudo para fragilizar o sistema hepático.
Os maus hábitos alimentares e de vida levam ao seu desequilíbrio funcional, que leva ao desequilíbrio emocional, que desencadeia mais maus hábitos alimentares e de vida.
Este desequilíbrio energético pode se manifestar de várias formas. Dependendo da sua localização: insônia, enxaqueca, hipertensão, problemas digestivos, TPM, etc.
Os problemas ligados ao fígado podem ser por falta ou por excesso de energia circulante. Um bom exemplo de excesso é a raiva, mais exatamente a raiva reprimida e, num quadro de vazio energético, temos a procrastinação e o medo paralisante ou síndrome de pânico. A estagnação do fluxo de energia do fígado freqüentemente desequilibra o emocional, produzindo sentimentos de frustração e ira. Essas mesmas emoções podem levar a uma disfunção no fígado, resultando em um ciclo interminável de causa e efeito.
Como todas as emoções, boas ou más, passam pelo fígado, não devemos reprimi-las infinitamente. A repressão das emoções provoca um bloqueio da energia que leva ao excesso de calor no fígado. Cabe uma distinção entre sentimento e emoção.
Os sentimentos geralmente fortalecem os órgãos e servem como mecanismos de defesa para o organismo. Uma certa irritação que nos leva a reagir diante de um ataque ou quando nos sentimos lesados, é diferente da raiva que é cega e destrutiva.
Os olhos são a manifestação externa do fígado. Em outras palavras, o fígado rege o sentido da visão. Assim, patologias da visão irão sinalizar alguma alteração no fígado. As mais comuns são: conjuntivites, olhos vermelhos sem processo inflamatório, coceiras, “vista” seca, visão fraca, embaçada ou borrada, terçol, pontos brilhantes que aparecem no campo visual e outros.
A lágrima é a secreção interna que ajuda a aliviar o fígado. Cuidado com olhos secos. Daí vem a importância do exercício de “piscar os olhos” (sempre – não esquecer) e de não reprimir o choro, embora nem sempre seja conveniente socialmente. Mas, acredite, conter o choro faz mal à saúde. Ah! Uma forma divertida de chorar / lacrimejar é deixando o riso fluir, acontecer no seu dia-a-dia, na sua vida.
As unhas são outra manifestação externa das condições do fígado, e as suas deformidades ou a presença de micose sugerem algum comprometimento do fígado ou desequilíbrio prolongado da sua energia.
O fígado rege as articulações do ombro e joelhos e também os tendões de modo geral. Assim sendo, as bursites e dores nos joelhos sem causa aparente, são sinais de comprometimento da energia do fígado. As tendinites e os estiramentos freqüentes também estão neste quadro.
Todo órgão está associado a uma víscera que, no caso do fígado, é a vesícula biliar.
Resumidamente, a vesícula atua mantendo o equilíbrio postural. Todos os quadros de tonturas, vertigens, labirintites estão ligados a ela. Rege a articulação tempero mandibular (ATM). Todas as tensões que ficam retidas no fígado podem ser descarregadas nesta região e produzir o bruxismo, que é um quadro de ranger os dentes, que se manifesta mais freqüentemente durante o sono.
Metafisicamente a vesícula biliar comanda a capacidade de tomarmos decisões assertivas. Uma vesícula desequilibrada se manifestará na forma de indecisões ou mesmo desorientações, perda de rumo.
Desintoxicar-se diariamente praticando a terapia do riso, as brincadeiras, as artes, o lazer;
Praticar atividade física moderada diariamente. Vocês não têm noção de como este hábito é vital para o livre fluxo de energia do fígado;
O sabores ácido e amargo, assim como os alimentos de cor verde são os maiores aliados do fígado. Entretanto, na primavera, evite exagerar nos sabores ácidos e picantes.
Evitar intoxicar-se com alimentos muito gordurosos (pela qualidade, gordura animal e óleos refinados, como pela quantidade), frituras, açúcar, café e álcool;
Evitar vida sedentária e estressante, o mau humor, ilusões e grandes expectativas
“A imbecilidade sempre leva vantagem sobre a sabedoria. Essa superioridade evidencia-se sobretudo quando o ignorante ignora por completo o conhecimento do sábio. Não há como ministrar conhecimento a um tolo que se orgulha de sua própria tolice” (Miyamoto Musashi)
“O Fígado na visão Medicina Tradicional Chinesa (MTC)” Enviado por e-mail por Paulo Bastos
UMA INFORMAÇÃO IMPORTANTE: O AÇUCAR REFINADO É MUITO RUIM PARA O FÍGADO.
“A sacarose é constituída de duas moléculas, uma de glicose e outra de frutose. A glicose que o açúcar refinado fornece à dieta é supérflua e nociva; a frutose, por sua vez, é a matéria -prima para formar colesterol. Assim, o açúcar refinado contribui duplamente para elevar o colesterol, já que a glicose estimula a produção de insulina e esta sinaliza para maior produção de colesterol pelo fígado”
“Atualmente a bioquímica humana revela que o coração é dependente de gorduras,proteínas, vitaminas e sais minerais, mas de nem um miligrama sequer de açúcar. Por outrolado o cérebro necessita da glicose proveniente dos alimentos. Por que então não ingerirgrandes quantidades de açúcar para nutrir nosso cérebro? A glicose, leia-se o açúcar dosalimentos, não faz mal à saúde. O problema está no açúcar refinado. Durante o refino,inúmeros produtos químicos são utilizados para que o veneno doce fique branco, bemsolto e bonito. Nesta hora, as fibras, os sais minerais, as proteínas e demais nutrientes sãoeliminados e o que sobra é um produto químico que é apenas calorias vazias

. Afora isso, oconsumo de açúcar produz um estado de superacidez que desmineraliza o organismo. Ocorpo então passa a ter falta de cálcio, magnésio, zinco, cobre e selênio, dentre outros nutrientes.”
FONTE: “LIVRO NEGRO DO AÇÚÇAR” – FERNANDO ANTÔNIO CARNEIRO