Golpismo escancarado – Carta aberta para dona Dilma

Em resposta a presidente Dilma, que se diz  vítima de um golpismo escancarado, respondo a esta senhora que golpismo é ela continuar na presidência, ocupando o cargo de enfeite, enquanto Lula e o PMDB, manobra e faz chantagens. Ela escolhe os ministros não por critérios técnicos e sim para agradar aos aliados. Apenas com o objetivo de se manter no poder.

Golpismo, dona Dilma, é a senhora comprar a refinaria de Pasadena, a preço esorbitante, apesar de todos os avisos de que causaria prejuízos a Petrobras. Claro que esse crime de lesa pátria,  prejudicou a maior empresa brasileira em bilhões. Como centena de empresas dependem da Petrobras, todas elas quebraram em cadeia, e consequentemente afetou os emprego de centenas de famílias brasileira.

Golpismo  foi o uso dos Correios para sua Campanha eleitoral criminosa.

Golpismo,  foi o crime cometido pela senhora e tecnicamente comprovado pelo  Tribunalde Contas da União (TCU) de pagar contas do governo com dinheiro de bancos estatais.

Golpismo foi o crime cometido pela senhora , que mesmo sabendo das reais condições financeiras do país,  mentiu para seus eleitores e gastou demasiadamente além do orçamento, quando tinha a obrigação legal e constitucional de tomar medidas de contenção de gastos. Mas a senhora não se preocupou com o rombo financeiro que causaria ao país e sim com sua eleição. Hoje, o país paga por esse crime, estando com a economia destruída e servindo de piadas nos meios financeiros internacionais.

Golpismo é usar ministros do STF para defender as causas do seu partido comprovadamente  criminoso.( dezenas de membros respondendo processos, condenados e alguns na cadeia)

Eu poderia citar dezenas de crimes cometidos pelo seu chefe e pela quadrilha do seu partido, verdadeiro golpe contra a educação, saúde, e finanças do país,  mas para poupar meus leitores, resumo:

Golpismo é a senhora  não ir para cadeia e não ser retirada da presidência.

JORGE LUIZ CURSINO RORIZ.

JORNALISTA – MTE/ DRT 3106-BA

Deixar uma resposta