Governo vai usar “tropa de choque petralha” para evitar convocação de Lulão e dos Lulinhas

O governo vai agir nesta semana para evitar a convocação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de seus parentes e de pessoas ligadas ao petista em comissões do Congresso. A estratégia dos governistas é obstruir sessões e apontar ausência de relação entre as denúncias, o alvo das investigações dos colegiados e os personagens próximos ao antecessor de Dilma Rousseff na Presidência.

A oposição ganhou novo ânimo após as investigações da Polícia Federal chegaram a Luís Cláudio Lula da Silva, filho do petista, e ao ex-ministro Gilberto Carvalho, na nova fase da Operação Zelotes, deflagrada nesta segunda-feira (26). Além disso, está na mira dos oposicionistas o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula e alvo da Operação Lava Jato.

O presidente da CPI do Carf, Ataídes de Oliveira (PSDB-TO), afirmou que vai colocar em pauta a convocação ex-ministros e Luís Cláudio para falarem à comissão. “Quero ouvir a ex-ministra (da Casa Civil) Erenice (Guerra), o ex-ministro Gilberto Carvalho e o filho do Lula”, afirmou. ( Diário do Poder – Claudio Humberto)

Deixar uma resposta