Janot quer atrapalhar o Brasil com nova denúncia sem prova

Para Janot, o repasse a Temer seria feito de forma oculta, na qual os procuradores jamais conseguiriam rastrear: seja por meio de repasses em campanhas, seja por meio de despesas “em cash”, que, segundo Rodrigo, são quase impossíveis de se apurar.

CAMPANHAS? ( SE FOI ALGO APÓS ASSUMIR O MANDATO, TEMER NÃO É CANDIDATO)
SE FOI ALGO OCORRIDO ANTES DE ASSUMIR A PRESIDÊNCIA, TEMER NÃO PODE SER IMPEDIDO DE SER AFASTADO POR ATOS FORA DO MANDATO.

QUASE IMPOSSÍVEL DE PROVAR?

COMO ALGUÉM PODE ACUSAR UM PESSOA POR ALGO QUE NÃO CONSEGUE PROVAR? APENAS PELA IMAGINAÇÃO? NO ORDENAMENTO JURÍDICO ISSO NÃO EXISTE. E É POR QUE NÃO EXISTA, PARA EVITAR QUE DESAFETOS A POLÍCIA OU DE PROCURADORES DESQUALIFICADOS POSSAM PUNIR INOCENTES.

O BRAÇO DIRITO DE JANOT, O EX- PROCURADOR MARCELO MILLER, DEIXOU A PROCURADORIA PARA AUXILIAR O GRUPO JBS NA  DELAÇÃO DE JOESLEY. , E EM TROCA,  A CABEÇA DE TEMER.

 

Ouçam o que Reinaldo Azevedo falou sobre o assunto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *