Quem é o japonês da PF que sempre aparece nas prisões dos petralhas?

japon
Japonês da Polícia Federal

Newton Ishii, aparece em diversas prisões de detidos da Lava Jato Ele é o chefe do Núcleo de Operações da PF em Curitiba.

O senador petista discute o teor do material, lamenta o vazamento e diz não saber quem vazou. Ele, então, ouve de Edson Ribeiro: “É o japonês. Se for alguém é o japonês”. Diogo Ribeiro, chefe de gabinete de Delcídio, que também estava na conversa, complementa. “É o japonês bonzinho”.

Delcídio pergunta quem seria o “japonês bonzinho” e o advogado de Cerveró diz: “É. Ele vende as informações para as revistas”. Na sequência, o senador petista diz que a figura em questão é “o cara da carceragem, ele que controla a carceragem”, informação confirmada pelo filho de Cerveró.

Edson Ribeiro: Quem é que poderia levar isso pro André?
Bernardo Cerveró: Eu acho que é carcereiro. O cara dá 50 mil aí pra você.
Edson Ribeiro: A gente num entende, pô!
Bernardo Cerveró: Carcereiro, Nilton… Os caras são muito legais.
Edson Ribeiro: Mas tem muita informação, cara… Só tranquilizar ele aí com o negócio do seu pai, Bernardo.
O POLÍCIAL FEDERAL JAPONÊS QUE ESTÁ SEMPRE NAS IMAGENS DAS PRISÕES DOS PETRALHAS, (Newton Ishii) AJUDA OS PRESOS?

Alvo de piadas recentes nas redes sociais e visto como alguém que faz valer a lei, Newton Ishii foi preso com outros cinco agentes pela própria Polícia Federal em 2003, durante a Operação Sucuri, no Paraná, suspeito de integrar uma organização criminosa acusada de contrabandear grande quantidade de mercadorias para o Paraguai. À época, o Tribunal Regional Federal (TRF) negou o pedido de habeas corpus dos policiais federais presos.

Deixar uma resposta