Justiça diz que assessoria de Lula é contraditória

eduardoleite

Na primeira oportunidade de se pronunciar sobre a cobertura tríplex no litoral de São Paulo, em ação indenizatória movida pelo ex-presidente Lula da Silva contra três jornalistas do jornal O Globo, a Justiça expôs as contradições do ex-presidente: “A conduta da assessoria de imprensa do autor se revela contraditória, ora afirmando ser o imóvel de propriedade do autor e de sua família, ora negando”, escreveu o juiz Mauro Nicolau Junior, da 48ª Vara Cível do Rio de Janeiro, que julgou a ação improcedente.

O processo foi movido por Lula depois que O Globo mostrou, em reportagem publicada em agosto de 2015, que um grupo empresarial recebera R$ 3,7 milhões da GFD, empresa usada para lavar dinheiro do doleiro Alberto Youssef, e repassou quase a mesma quantia para a construtora OAS, durante a finalização das obras do prédio onde está o apartamento de Lula.

Na acusação, os advogados do ex-presidente sustentavam que O Globo intencionava atacar a sua honra ao publicar a reportagem.

Políbio Braga

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *