MAIS UM CRIME PETRALHA CONTRA A EDUCAÇÃO

O Ministério da Educação do Brasil PETRALJA (MEC) DESEJA ELIMINAR A obrigatoriedade do estudo da literatura portuguesa na nova Base Nacional Curricular Comum (BNCC) que está até março em discussão e deve ser posta em prática em junho.

A decisão é ideológica, “política” e “populista”,

Autores como Luís Vaz de Camões, Gil Vicente, Fernando Pessoa, Eça de Queiroz, Camilo Castelo Branco, Almeida Garrett ou José Saramago deixam de ser obrigatórios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *