Olímpiadas 2016 – Se terroristas desejarem entrar no Brasil, não precisa de visto

12243101_1618180901776513_6361110624200310743_n
JorgeRoriz.com – Foto divulgação/Facebook

Olimpíadas 2016A presidente Dilma Rousseff  sancionou  a lei aprovada pelo Congresso que prevê a dispensa de visto para estrangeiros, durante quatro meses, entre junho e setembro do ano que vem, para facilitar a entrada dos atletas e turistas que desejarem vir ao Brasil durante os jogos Olímpicos

A  publicação da lei deve ocorrer  no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 25.

O objetivo  do governo com essa medida é atrair e facilitar a entrada de  turistas dos Estados Unidos, Canadá, Japão, Austrália e China.

O chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, general José Carlos de Nardis, disse ao Estado que esta proposta “deveria ser revista, face a nova situação e conjuntura”.

O diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Wilson Trezza, embora tenha dito que “a possibilidade de prática de um atentado não dependeria de um visto”, reconheceu que eliminá-lo é uma barreira a menos.

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) defende a regra da reciprocidade, ou seja, tem visto para país que exige visto.

A Secretaria de Grandes Eventos do Ministério da Justiça e o Ministério do Turismo defendem a liberação.

Colegas podem entrar. A alegação de que isso facilita a entrada de turistas não justifica porque os turistas de bem, possui passaporte e visto. A decisão de Dilma contraria as normas internacionais e isso pode inclusive reduzir a vinda de turistas, com medo que ocorra atentados no Brasil, durante as Olímpíadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *