OS SETE CRIMES DE DILMA. CRIMES SEM IMPEACHEMENT É GOLPE

 

O advogado Luiz Carlos Crema, autor de vários pedidos de impeachment da Dilma, protocolou na madrugada deste dia 14 de abril uma queixa crime pedindo a instauração de ação penal contra a presidente Dilma Rousseff (STF, Petição 18132/2016). Foram relacionados sete crimes cometidos por Dilma: crime de desobediência, crime de obstrução da justiça, fraude processual e coação no curso do processo penal, crimes contra as finanças públicas, crime de falsidade ideológica, financiamento da campanha eleitoral de 2010 e 2014 com dinheiro desviado da Petrobras, organização criminosa, e desvio de dinheiro público decorrente da viagem a São Bernardo do Campo para prestar solidariedade a Lula. A proposição do advogado Crema é muito mais grave que o suposto crime de responsabilidade imputado contra Dilma na ação que rola na Câmara dos Deputados.

Luiz Carlos Crema pegou pesado contra Dilma: “Na ação penal pede-se a prisão preventiva da presidente Dilma, sob a alegação de que a presidente, no exercício do mandato presidencial, tem enorme potencial e capacidade delitiva extremamente danosa ao interesse social. Tanto que nem as decisões da Suprema Corte têm sido respeitadas por Dilma. Sustenta-se que a liberdade de Dilma, nas condições atuais em que se apresentam inúmeros e continuados os delitos, põem em risco a República, a estabilidade econômica, financeira e social do país, a segurança, a saúde, o trabalho, a alimentação, a educação, a propriedade, e, sem exagero, à vida do povo brasileiro. Basta ver a incitação popular para que peguem em armas em defesa da democracia, e a divisão lançada ardilosamente para separar o povo das elites”.
Fonte: Jorge Serrão. Alerta Total.

Deixar uma resposta