Temer diz que compreende reação contrária da indústria ao aumento de tributos

O presidente Michel Temer disse hoje (21) que compreende a reação contrária de representantes do setor industrial ao aumento de tributos sobre os combustíveis, anunciado ontem (20) pela equipe econômica. Segundo Temer “ninguém quer tributo”, mas o aumento é fundamental para manter o crescimento do país e a meta fiscal.

Temer respondeu a perguntas de jornalistas especificamente sobre a reação da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) que divulgou nota criticando a medida e colocou novamente em frente ao prédio da sede federação, em São Paulo, o pato amarelo inflável símbolo da campanha contra o aumento de impostos. Para a Fiesp, aumentar impostos vai agravar a crise em um momento que a atividade econômica dá sinais de retomada.

“É uma natural reação econômica, ninguém quer tributo. Quando todos compreenderem que é fundamental para incentivar o crescimento, para manter a meta fiscal, para dar estabilidade ao país e para não produzir nenhum ato que seja fantasioso ou enganoso para o povo, essa matéria logo será superada”, disse em entrevista após participar da sessão plenário da reunião de Cúpula do Mercosul em Mendoza, na Argentina.

E completou “Compreendo a reação da Fiesp, é mais que razoável. Vamos dialogando, conversando, e aos poucos todos compreenderão, a Fiesp inclusive”, disse.

Segundo Temer não está em discussão o aumento de outros impostos. “Não há previsão disso [de aumento de outros impostos]. Por enquanto a área econômica está atenta a isto apenas para esse aumento. Não sei se haverá necessidade de mais ou não. Haverá naturalmente diálogo e observações sobre isso, mas agora não”.

Reforma Trabalhista

Na entrevista, o presidente foi questionado se haverá algum tipo de compensação aos sindicatos, uma vez que com a reforma trabalhista foi extinto o pagamento do imposto sindical obrigatório. Temer respondeu que a tese central da reforma é a da voluntariedade, do acordado sob o legislado. Portanto, se no acordado for estabelecida uma contribuição voluntária, não haveria problema algum. “Agora, não haverá nada impositivo em relação à contribuição sindical”, disse.

Em relação à medida provisória que está em negociação para alterar alguns pontos da reforma, o presidente disse que será necessário muito diálogo e um trabalho conjunto entre as lideranças da Câmara e do Senado. “Veja que o Senado aprovou a reforma trabalhista, mas acordaram certas modificações. As lideranças do Senado haverão de trabalhar com as lideranças da Câmara e fazer um esforço conjunto para um acordo também conjunto para que não haja divergência. Essa é a tese que estamos sustentando e que a centrais sindicais acolhem”, explicou.

Temer na sessão do Mercosul

Durante sessão plenária da Cúpula do Mercosul, em Mendoza, o presidente Michel Temer reforçou que a ampliação das negociações externas do bloco será uma das prioridades durante a presidência pro-tempore brasileira.

“Continuaremos engajados em nossa ambiciosa pauta de negociações externas, estreitaremos os laços do Mercosul com os países da Aliança do Pacífico”, disse Temer.

Ministro do Planejamento explica razões do aumento de impostos

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, detalhou nesta sexta-feira que a perda de receita verificada no Relatório Bimestral de Avaliação de Receitas e Despesas, divulgado hoje, de R$ 34,5 bilhões, ocorreu pelas frustrações tanto no recolhimento de impostos quanto em programas do governo pela recuperação de receitas. Mas, com um pequeno ganho com arrecadação da Previdência, a redução líquida na projeção de recursos seria de R$ 32,184 bilhões.

Sobre o aumento da tributação dos combustíveis, Dyogo alegou que a elevação do PIS/Cofins para gasolina, diesel e etanol foi adotada por “estrita necessidade”. “Estamos comprometidos com a meta fiscal deste ano. Sempre dissemos que só tomaríamos essa medida de aumento de tributo em último caso”, argumentou.

Temer diz que a população vai compreender  os aumento de impostos

“Vocês lembram que nós abandonamos logo do começo governo a CPMF, algo que estava o horizonte de todos quando assumimos (…) mas agora levamos a efeito um pequeno aumento que diz apenas ao combustível e não diz respeito ao serviço”, afirmou. “A população vai compreender porque esse é um governo que não mente”, completou, ressaltando que é preciso dizer “exatamente o que está acontecendo”.

RECADO PARA PARA O CRIMINOSO JOESLEY

Joesley disse que vai processar jornalistas que xingaram ele…
SR JOESLEY, VOCÊ É UM BANDIDO, UM CRIMINOSO CONFESSO COM MAIS DE 200 CRIMES. SUA IMPUNIDADE TAMBÉM FOI UM ATO CRIMINOSO DO PROCURADOR JANOT E HOMOLOGADA PELO COMUNISTA FACHIN. NO ORDENAMENTO JURÍDICO DO BRASIL, NINGUÉM ESTÁ AUTORIZADO A ISENTAR DE PUNIÇÃO DE PRIVAÇÃO DE LIBERDADE, UM CRIMINOSO COM MAIS DE 240 CRIMES, QUE CORROMPEU MAIS DE 1.800 POLÍTICOS E CONFESSADAMENTE ROUBOU O BRASIL EM BILHÕES , DURANTE 15 ANOS SEGUNDO CONFISSÃO DO PRÓPRIO JOESLEY E CUJO GRUPO CRIOU 56 EMPRESAS NOS EUA COM FATURAMENTO ANUAL DE 180 BILHÕES DE DÓLARES.. JANOT PREVARICOU QUANDO NÃO DEU ORDEM DE PRISÃO PARA JOESLEY, APÓS A CONFISSÃO. DOS SEUS CRIMES. PRIMEIRO OCORREU A CONFISSÃO. DEPOIS AS “PROVAS” CRIADAS ARTIFICIALMENTE CONTRA TEMER, SOMENTE DEPOIS, OCORREU A HOMOLOGAÇÃO DO “ACORDO”.

AS QUENTINHAS DO DIA – 20/07

Min.da Fazenda acaba de informar q a gasolina vai subir 0,41 centavos por litro nas refinarias. Postos decidem qto repassar a consumidores.

“Moro é um juiz chicaneiro, não tem outra expressão”, diz ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão; “Isso mostra que Moro tem lado. Não é coisa que se faça com um réu comum. Ele está fazendo isso porque é o Lula”,

Marcos Valério fecha delação e diz ter informações sobre Celso Daniel.

Por ordem do juiz Sérgio Moro, BrasilPrev bloqueia R$ 9 milhões em planos de previdência de Lula.

Assessor de Evo Morales é preso em São Paulo com 100 tijolos de cocaína.
Ele está à serviço do “companheiro” de Lula.

O Ministério da Fazenda confirma o o aumento das alíquotas do PIS/Cofins sobre os combustíveis  e o corte  de R$ 5,9 bilhões em despesas. O objetivo é manter o  déficit em R$ 139 bilhões, evitando que o valor seja ultrapassado ao que já foi planejado.

A populista Dilma Roussef, para deixar o povo feliz e vencer as eleições, impediu o necessário aumento no valor dos combustíveis. Resultado: a Petrobras quase faliu e com ela, centenas de empresas que dependiam da Petrobras, fecharam as portas.Quebrou o país, gerou milhões de desempregados e logo após a posse, aumentou tudo (água, tarifa de energia, impostos, combustíveis com valores elevados,(60%, 40%) para compensar o atraso.
Temer anuncia aumento da gasolina…..
Ele está preocupado com o Brasil. Não será candidato.
 
Segundo Reinaldo Azevedo, existem falhas do MP no processo de Lula (Triplex) que pode causar a absolvição de Lula.
O processo do Sítio de Atibaia possui provas mais consistentes e a primeira condenação deve ocorrer ainda este ano.