Presidente da França pede aos franceses: “Não cedam ao medo”

Nesta quarta-feira (18/11) uma operação policial feita em Paris terminou com dois mortos e sete presos. A operação teve o objetivo de prender  o jihadista belga Abdelhamid Abaaoud, suposto cérebro dos atentados de Paris.

Uma mulher ainda não identificada se suicidou detonando um cinturão de explosivos no início da manhã, quando começou a operação policial para prender terroristas que teriam participado dos atentados de Paris na sexta-feira 13.  

A ação policial teve início na rua  de la République, em Seine-Saint-Denis

Apó  cerca de duas horas de preparação, um grupo das forças especiais cercou o imóvel e lançou o assalto sobre um apartamento. Ocorreu uma grande troca de tiros.

Uma mulher  disparou o cinto de explosivos e se suicidou.  A operação prosseguiu e outras três pessoas que estariam no interior do apartamento teriam sido presas.

Entre os presos estariam parentes de dois terroristas que atacaram na casa de shows Bataclan: Ismael Omar Mostefai e de Samy Amimour.

O presidente da França, François Hollande afirmou: “Não cedam à tentação de revidar, não cedam ao medo e aos excessos.”

Hollande também afirmou> “A operação antiterrorista conduzida nesta quarta-feira confirma mais uma vez que estamos em guerra, uma guerra contra o terrorismo, que decidiu fazer guerra contra nós. O Daesh (acrônimo árabe para o EI) quer destilar, através das próprias mortes, o veneno da suspeita, da estigmatização, da divisão”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *