R$ 300 milhões para campanha de Lula e Dilma

A JBS depositou cerca de R$ 300 milhões em propina devida ao PT numa conta secreta controlada por Joesley Batista na Suíça, informa a Época.

A origem do dinheiro: vantagens ilegais obtidas pela JBS junto ao BNDES durante os governos de Lula e Dilma, especialmente durante a gestão de Luciano Coutinho no banco estatal.

O Antagonista confirmou com fontes ligadas à delação que se tratava de “uma conta corrente virtual”, para Lula e Dilma, mas que o dinheiro foi todo consumido na campanha de 2014. (Antagonista)

Deixar uma resposta