RETRATO DE MÃE

Mãe do Jornalista Jorge Roriz
Alzira Cursino Roriz – 18/03/1918 *   27/12/2005

 

HOMENAGEM  PARA TODAS AS MÃES. ( JORGE RORIZ)

Uma simples mulher existe que,
pela imensidão do seu amor,
tem um pouco de Deus,
e pela constância de sua dedicação
tem um pouco de anjo;
que, sendo moça, pensa como uma anciã
e, sendo velha,
age com todas as forças da juventude;
quando ignorante,
melhor que qualquer sábio
desvenda os segredos da natureza,
e, quando sábia,
assume a simplicidade das crianças.

Pobre, sabe enriquecer-se com a felicidade dos
que ama e, rica, empobrecer-se para que seu
coração não sangre, ferido pelos ingratos.

Forte, entretanto, estremece ao choro duma
criancinha, e fraca, não se altera
com a bravura dos leões.

Viva, não sabemos lhe dar o valor
porque à sua sombra todas as dores se apagam.

Morta, tudo o que somos e tudo que temos
daríamos para vê-la de novo,
e receber um aperto de seus braços
e uma palavra de seus lábios.

Não exijam de mim que diga o nome dessa mulher,
se não quiserem que ensope de lágrimas este álbum:
porque eu a vi passar no meu caminho.

Quando crescerem seus filhos,
leiam para eles esta página.
Eles lhe cobrirão de beijos a fronte,
e dirão que um pobre viajante,
em troca de suntuosa hospedagem recebida,
aqui deixou para todos o retrato de sua própria MÃE.

Autor: Dom Ramon Angel Yara, bispo de La Serena, Chile

 

Dom Ramón Ángel Jara nasceu em Santiago do Chile no dia 2 de agosto de 1852. Começou os seus estudos como os padres franceses no Colegio dos Sagrados Corações de Valdivia e em 1862 incorporou-se no seminario de Santiago, onde alcançou o grau de bacharel em humanidades. Posteriormente ingressou na Universidade do Chile para seguir advocacia, mas em 1874 abandonou os estudos de direito para ser sacerdote. Foi ordenado no dia 16 de setembro de 1876. Cheou a ser o quinto bispo de San Carlos de Ancud e também o quinto bispo de La Serena. Distinguiu-se pela sua grande eloquência, a qual lhe valeu os títulos de “primeiro orador eclesiástico do Chile”, “primeiro orador católico do século”, “cisne da eloquência sagrada” e “o Crisóstomo chileno”. Faleceu na cidade de Serena no dia 9 de março de 1917, sendo sepultado na catedral diocesana.

Deixar uma resposta