Sérgio Moro recusa medalha da Câmara

SergioMoroVanessaCarvalhoBrazilPhotoFolha

Agraciado com uma “medalha do mérito legislativo”, oferecida pela Câmara, o juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, recusou a honraria, que seria entregue em sessão solene marcada para quarta-feira (18) da semana que vem. Fez isso por meio de ofício. Em linguagem polida, Moro informou no texto que tem mais o que fazer:

“Devido à agenda atribulada e aos compromissos prementes relacionados à condução dos processos atinentes à assim denominada Operação Lava Jato, inclusive com acusados presos, informo que não tenho condições de comparecer à Câmara para receber a medalha na data sugerida.”

Sem mencionar os nomes dos 23 deputados enroscados no escândalo da Petrobras, entre eles Eduardo Cunha, que presidirá a solenidade e entregará as medalhas, Moro escreveu no ofício que prefere se abster de constrangimentos:

“…No presente momento, havendo parlamentares federais denunciados em decorrência da Operação Lava Jato, também não me sentiria confortável em receber o aludido prêmio, o que poderia ser mal interpretado ou gerar constrangimentos desnecessários.”

De resto, Moro informa no ofício que, considerando-se a importância da medalha, prefere não enviar representante. E deixa no ar a hipótese de recebê-la em ocasião menos imprópria. “…Se for possível, sugeriria que a premiação em relação à minha pessoa fosse postergada para um momento mais apropriado. Se não for possível, peço desde logo sinceras escusas à instituição.”

Deixar uma resposta