Tem petralhas infiltrados na Zelotes para atrapalhar as investigações

O juiz substituto Ricardo Leite, 10a. Vara Federal de Brasília, acaba de protocolar queixa-crime contra o procurador federal Frederico Paiva, que trabalha na Operação Zelotes, acusando-o de embaralhar as investigações para beneficiar o PT.

A idéia de forçar a barra para incriminar empresas como RBS, Marcopolo

Na queixa-crime, o juiz diz que o procurador usou o deputado gaúcho Paulo Pimenta e blogs alinhados com o PT e o governo, tudo para difamá-lo e afastá-lo do caso da Operação Zelotes.

O pedido inclui a quebra dos sigilos telefônico e de e-mails do procurador.

Está tudo no TRF da 1a. Região.

O deputado Paulo Pimenta notabilizou-se quando foi flagrado pelo então deputado Júlio Redecker, no momento em que confabulava com o publicitário Marco Varélio, pouco antes do depoimento que ele concederia na CPI do Mensalão. Pimenta era membro da CPI e foi obrigado a renunciar.

OUTRO CASO

O juiz federal Ricardo Augusto Soares Leite responde a um processo administrativo na Corregedoria Regional da Justiça Federal da 1ª Região, desde o dia 5 de maio. Leite trabalha na 10ª Vara Federal Criminal de Brasília e é o juiz responsável pelos processos relacionados à operação zelotes, que investiga indícios de corrupção e advocacia administrativa no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais do Ministério da Fazenda (Carf).

O Ministério Público Federal, que apresentou uma petição de correição extraordinária na 10ª Vara à Corregedoria da 1ª Região. Quem assina é a procuradora Regional da República Valquíria Oliveira Quixadá Nunes, que atua no Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em grau de recurso.

O juiz Ricardo Soares Leite  rejeitou pedidos de prisão temporária de 26 investigados, não autorizou quebras de sigilo de alguns deles e negou o pedido para retirar o sigilo do inquérito. O MPF desconfiou……….

Deixar uma resposta