Wagner pediu a Cunha para “segurar” os pedidos de impeachment

Wagner foi à residência oficial do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na terça-feira (06/10) à noite. Na conversa reservada, Wagner pediu ao peemedebista que não desse sequência à tramitação de pedidos de impeachment contra Dilma na Câmara.  Isso em troca de que? Ninguém sabe……….

“Querem pôr em andamento um golpe democrático no País”, disse Dilma, no encerramento da reunião com os ministrosç, que durou duas horas. “Precisamos trabalhar e mobilizar nossas bases para dar respostas e mostrar que temos apoio.”

“A base aliada tem de estar bastante atenta à movimentação da oposição”, disse o novo ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, porta-voz do encontro. O apelo de Dilma foi dirigido principalmente ao PMDB, que expôs suas divergências nos últimos dias.

Wagner assumiu o toma lá da cá?

“A reciprocidade será demandada”, disse Jaques Wagner, acrescentando que será cobrado “fidelidade nas votações”, afirmou Wagner.

Reunião de DIlma Rousseff com os ministros
Reunião de DIlma Rousseff com os ministros

Deixar uma resposta