BARROSO AUTORIZA NOVO INQUÉRITO CONTRA MICHEL TEMER.

Presidente é suspeito de corrupção e lavagem de dinheiro na edição de um decreto no setor de portos.

Ao pedir abertura de investigação contra o presidente, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apontou a necessidade de apurar possíveis crimes de lavagem de dinheiro, corrupção ativa e corrupção passiva na edição do Decreto dos Portos. ( Estadão)

A ninguém deve ser indiferente o ônus pessoal e político de uma autoridade pública, notadamente o Presidente da República, figurar como investigado em procedimento dessa natureza”, afirma Barroso na decisão. “Mas este é o preço imposto pelo princípio republicano, um dos fundamentos da Constituição brasileira, ao estabelecer a igualdade de todos perante a lei e exigir transparência na atuação dos agentes públicos”, pondera o ministro

O MINISTRO DO STF, BARROSO, AUTORIZOU A ABERTURA DA INVESTIGAÇÃO. CABE A CÂMARA AUTORIZAR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *