Reforma trabalhista modernizou leis e gera empregos

Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, especialistas elogiaram a reforma trabalhista. “ Verifica-se claramente que a CLT anterior fazia com que o empregado ganhasse menos, vez que era necessário que as empresas tivessem valores reservados para passivos trabalhistas, sem se pensar que referida situação prejudica muito a ascensão social e, via de consequência, diminui a distribuição de renda. Talvez não seja por acaso que 98% dos processos trabalhistas do mundo estão no Brasil, com 3 milhões de ações movidas anualmente”

Vitória Perracini, do Nelson Wilians e Advogados Associados.

Para Luciana Freire, professora da Faculdade de Direito do IDP-São Paulo e diretora executiva jurídica da Fiesp, ‘a modernização trabalhista é um avanço nas relações do trabalho porque busca tirar do engessamento uma legislação da década de 40, estabelecendo o diálogo entre empregado e empregador, com o fortalecimento da negociação e do respeito à vontade das partes e as peculiaridades de cada região e cada setor’.

A professora do IDP-São Paulo acrescenta que o trabalho parcial, o trabalho eventual e o teletrabalho passam a ser regulamentados, por exemplo, trazendo segurança jurídica para empresas e trabalhadores.

“Essa modernização é fundamental para garantir um mercado de trabalho mais eficiente, que irá aumentar a competitividade do Brasil e melhorar a qualidade do emprego”.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *