Na íntegra a nota do PSL sobre a suposta candidatura de Joice para o governo de SP

“O Presidente Nacional em exercício do PSL, Gustavo Bebianno, esclarece que, ao contrário do anunciado em evento na cidade de Araçatuba, na data de ontem, o partido não tem pré-candidato ao governo do Estado de São Paulo, tampouco apoia, até o momento, qualquer candidatura de outro partido. A jornalista Joyce Hasselmann não é pré-candidata ao governo de São Paulo pelo PSL. Nenhuma tratativa nesse sentido foi estabelecida até aqui entre ela e o partido, muito menos com o pré-candidato à presidência, o deputado Jair Bolsonaro.

A agremiação, assim como qualquer outro partido político, é regida por normas estatutárias, que devem ser seguidas por seus filiados, quaisquer que sejam eles.

O uso da legenda para pré-candidaturas deve obedecer a instâncias hierárquicas e critérios definidos em seu estatuto e resoluções. No caso do PSL, além da Executiva Estadual, os pré-candidatos a cargos majoritários precisam do aval da Executiva Nacional. O Major Olimpio é o Presidente da Comissão Executiva do Estado de São Paulo e, como

tal, tem legitimidade e autoridade para se pronunciar acerca dos pré-candidatos apoiados pelo partido.”

JOICE REAGIU A NOTA:

Eu fui pega de surpresa e as pessoas estão em polvorosa. Quem decide é o povo, não quem se acha dono de partido. Aliás, a presidência do partido em São Paulo pode mudar a qualquer momento”, afirmou. “Infelizmente o Major não entendeu que ele é presidente do partido, não dono do partido. A política do coronelato não funciona em São Paulo.” / J.F.

 

MAJOR OLÍMPIO, PRESIDENTE ESTADUAL (SP) DO PSL RESPONDEU

 

“Aqueles que acham que o partido é casa de mãe Joana e que podem mandar e deliberar pela internet, vão cair do cavalo. Nós não vamos aceitar nenhum cavalo de troia que queira destruir a união formada pelo partido”