Cunha esclarece: aceitação ou não do parecer do relator, não inviabiliza o impeachment

Em entrevista ao jornal O Globo, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, esclareceu que o parecer do senador Acir Gurgacz é sobre as contas de 2014 e que a aceitação ou não pela Câmara, não inviabiliza o impeachment ( que se refere exclusivamente as contas de 2015.)

“Em primeiro lugar, afastei a possibilidade do ano de 2014, que é o caso que está se tratando no relatório do TCU. E sempre disse que a decisão do TCU não valeria para essa finalidade, porque o parecer do TCU é um parecer indicativo, que tem que ser referendado ou não pelo plenário do do Congresso. Então, nunca usei como argumentação que o TCU seria a base da aceitação. O que foi aceito trata-se única e exclusivamente da parte de 2015, embora falasse de 2014 e especificamente os decretos feitos em desacordo com a lei orçamentária.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.