Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

4 a 1 pelo compartilhamento dos arquivos da Spoofing.

Em uma nova derrota da Operação Lava Jato, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por 4 a 1, nesta terça-feira (9) manter a decisão que garantiu à defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acesso à íntegra do material apreendido na Operação Spoofing – investigação que mirou grupo de hackers que invadiu celulares de autoridades, atingindo o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Fachin foi o único a ser contra; ele alegou o Direito a intimidade.

“As conversas são chocantes e constrangedoras importante lembrar que os procuradores tiveram apoio de grande parte da mídia”
Gilmar Mendes

A OAB também quer acessar as mensagens.

É extremamente grave e impactante o que veio à tona e que deve causar perplexidade em todos aqueles com o mínimo conhecimento do que seja o devido processo legal. Não estou entrando no mérito, apenas concedi a defesa que tivesse acesso a elementos de convicção que estavam em poder do Estado e que se encontravam no bojo de uma ação penal na qual os tais hackers foram condenados com base inclusive numa primeira perícia no material arrecadado”, disse Lewandowski.