Bumlai afirma que fez empréstimo de R$ 12 mi ao PT por medo de invasão de terra

CPI BNDES

O pecuarista José Carlos Bumlai afirmou, nesta segunda-feira (30), em depoimento ao juiz Sérgio Moro, que fez um empréstimo fraudulento de R$ 12 milhões ao PT por temer que suas terras fossem alvo de invasões. As informações são de matéria publicada pelo portal G1. A quitação do empréstimo – realizado junto ao Banco Schahin – foi feita de maneira irregular, por meio da assinatura de um contrato de US$ 1,6 bilhão com a Petrobras que garantiu ao Grupo Schahin a operação do navio sonda Vitória 10.000.

“Eu, na verdade, cometi um grande erro, levado, conforme disse em depoimento, pela minha situação. Eu era proprietário na época de 210 mil hectares de terra, tudo produtivo. Com o PT assumindo o governo federal, nós éramos um grande alvo para invasões. Eu não falei isso na época por uma questão de receio, mas também porque achei que o empréstimo não ia sair”, disse Bumlai, amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ainda de acordo com a reportagem do G1, o pecuarista também afirmou que R$ 6 milhões seriam usados pelo Partido dos Trabalhadores na campanha à prefeitura de Campinas. A outra metade do valor emprestado teria sido utilizada para suprir necessidades de caixa da legenda, ainda segundo o depoimento de Bumlai.

No depoimento, o pecuarista também contou que acredita que o fato de ser amigo de executivos do Banco Schahin contribuiu para que fosse procurado para receber o milionário empréstimo. Segundo ele, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares também participou das reuniões que definiram o negócio.

Clique aqui para ler a matéria do G1.

Leave a Reply