Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

54ª fase da Lava Jato é deflagrada, com mandados de busca e apreensão em Portugal

A 54ª fase da Operação Lava Jato foi deflagrada, na madrugada desta terça-feira (25), em Portugal, de acordo com o Ministério Público Federal (MPF).

Segundo o MPF, há cinco mandados de busca e apreensão em endereços, em Lisboa, relacionados a um operador financeiro que já foi alvo da 51ª etapa da Lava Jato: Mário Ildeu de Miranda.

O G1 tenta localizar a defesa de Miranda.

A 51ª fase da operação apontou propina de US$ 56,5 milhões, a partir de contrato da Odebrecht com a Petrobras. Os pagamentos, conforme o MPF, ocorreram entre 2010 e 2012.

Este valor é referente a um contrato fraudulento de mais de US$ 825 milhões, que foi firmado em 2010, de acordo com o MPF.

Moro aceita denúncia da 51ª fase da Lava Jato, e nove pessoas viram rés
O MPF informou que, parte dos pagamentos de vantagens indevidas foram realizados por meio de estratégias de ocultação e dissimulação, com a atuação do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht e também com a participação de Miranda.

Segundo o MPF, Miranda fez com que recursos de pelo menos US$ 11,5 milhões chegassem a contas secretas mantidas no exterior por funcionários corruptos da Petrobras.

Cooperação internacional
O Ministério Público de Portugal teve autorização judicial para cumprir os mandados de busca e apreensão, nesta terça-feira, graças à uma cooperação internacional feita pelo MPF.

Fiança de R$ 10 milhões
Em maio, quando houve a deflagração da 51ª etapa da Lava Jato, Miranda foi alvo de mandados de prisão e de busca e apreensão. Segundo o MPF, ele pagou fiança de R$ 10 milhões e responde ao processo em liberdade.

G1 Paraná.