Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

61 senadores votarão contra Dilma 20 a favor



28.08. 9h39
O MIMI DA TURMA DA CHUPETA EM NADA ADIANTA. A CHICÂNIA, CALÚNIAS E PROVOCAÇÕES  CONTRA OS NOSSOS NOVOS HERÓIS NACIONAIS ( JANAÍNA PASCHOAL, JÚLIO MARCELO, HÉLIO BICUDO, RALE JÚNIOR, ANASTASIA  OS SENADORES:  RONALDO CAIADO, ANA AMÉLIA, MAGNO MALTA, CASSIO CUNHA ENTRE OUTROS)

TESTEMUNHAS QUE DISTORCEM FATOS, TENTATIVAS DE  ANULAR O IMPEACHMENT, RECURSOS INÓCUOS A ENTIDADES INTERNACIONAIS,  FILMECOS. AMEAÇAS DE RECORRER AO STF, PRESENÇA DO INDICIADO E DESMORALIZADO LULA, AMEAÇAS DE TUMULTOS NAS RUAS.

NADA SALVA DILMA.

O núcleo mais íntimo do presidente Michel Temer fez e refez as contas e está seguro: ao menos 61 votos dos senadores colocarão Dilma Rousseff, a presidente ré, no olho da rua. Um aliado um pouco inseguro perguntou ao presidente Michel Temer se ao menos será repetida a votação da pronúncia de Dilma, aprovada pelos votos de 59 senadores. Ele respondeu com segurança, sem hesitar: “Serão 61”. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Até agora, apenas 52 senadores confirmam os votos contra Dilma. Outros nove pró-impeachment escondem o jogo para evitar pressões.

A situação de Dilma está tão definida que seus defensores, como José Eduardo Cardozo, pararam de pedir votos em seu favor.

O apoio a Dilma diminuiu desde a primeira votação no Senado e ela terá dificuldades para reunir vinte votos.