A carta de Dilma

A presidente afastada Dilma Russeff divulgou nessa terça-feira (16) uma carta para os Senadores que vão julga-la e para a população brasileira.

“Por isso, afirmamos que, se consumado o impeachment sem crime de responsabilidade, teríamos um golpe de estado. O colégio eleitoral de 110 milhões de eleitores seria substituído, sem a devida sustentação constitucional, por um colégio eleitoral de 81 senadores. Seria um inequívoco golpe seguido de eleição indireta”.

“Precisamos fortalecer a democracia em nosso País e, para
isto, será necessário que o Senado encerre o processo
de impeachment em curso, reconhecendo, diante das provas
irrefutáveis, que não houve crime de responsabilidade. Que
eu sou inocente.” ( Dilma )

Leia na íntegra Carta de Dilma