Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

A quem Bolsonaro pensa que engana ? “Governo nunca foi contra a vacinação”

APÓS CONSTANTES QUEDAS NAS PESQUISAS, BOLSONERO PASSOU A SER “DEFENSOR DE VACINAS PARA TODOS”
QUE SUJEITO CÍNICO.

Bolsonaro foi enquadrado pelo Exército, pela Ciência, pelo Centrão e pelas pesquisas.
AGORA ELE DEFENDE VACINAS DESDE CRIANCINHA

No dia em que o Brasil registrou mais 3.158 mortes pelo coronavírus, Jair Bolsonaro fez pronunciamento em cadeia de rádio e televisão afirmando que o governo nunca foi contra a vacinação e prometendo que não faltarão doses para imunizar toda a população.

“Quero destacar que hoje somos o quinto pais que mais vacinou no mundo”, disse o presidente, usando um dado que representa apenas o número absoluto de vacinas aplicadas e não o proporcional em relação ao tamanho da população. Durante o pronciamento, Bolsonaro foi alvo de panelaços.

Bolsonaro duvidou da eficácia das vacinas e chegou a barrar a decisão de comprar a Coronavac, mesmo depois que o então ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, decidira adquirir a vacina.

Quero tranquilizar o povo brasileiro, e afirmar que as vacinas estão garantidas. Ao final do ano, teremos alcançado mais de 500 milhões de doses para vacinar toda a população”, prometeu. “Muito em breve, retomaremos nossa vida normal”, disse.

No fim de sua fala, o presidente se solidarizou “com todos aqueles que tiveram perdas em suas famílias”. “Que Deus conforte seus corações. Estamos fazendo e vamos fazer de 2021 o ano da vacinação dos brasileiros”. ”

  Várias ações e omissões desmentem o pronunciamento de Bolsonaro.

“Morreu? e dai? faz parte da vida”…… “não sou coveiro”  ” é uma gripizinha” “vacina chinesa não vou comprar”. “eu não vou tomar vacina”. “Elas ( farmacêuticas) que tem que me procurar p vender”

“Somos incansáveis na luta contra o coronavírus. Essa é a missão e vamos cumpri-la”.

Confira a íntegra do pronunciamento de Bolsonaro
Boa noite. Estamos no momento de uma nova variante do coronavírus, que infelizmente tem tirado a vida de muitos brasileiros. Desde o começo eu disse que tínhamos dois grandes desafios: o vírus e o desemprego. E em nenhum momento o governo deixou de tomar medidas importantes tanto para combater o coronavírus como para combater o caos na economia, que poderia gerar desemprego e fome.

Quero destacar que hoje somos o quinto país que mais vacinou no mundo. Temos mais de 14 milhões de vacinados e mais de 32 milhões de doses de vacina distribuídas para todos os estados da federação. Graças às ações que tomamos logo no início da pandemia, em julho de 2020, assinamos um acordo com a Universidade de Oxford para a produção, na Fiocruz, de 100 milhões de doses da vacina AstraZeneca. E liberamos, em agosto, 1 bilhão e 900 milhões de reais.

Em setembro de 2020, assinamos outro acordo, com o consórcio Covax Facility, para a produção de 42 milhões de doses. O primeiro lote chegou no domingo passado. E já foi distribuído para os estados. Em dezembro, liberamos mais 20 bilhões de reais, o que possibilitou a aquisição da Coronavac, através do acordo com o Instituto Butantan. Sempre afirmei que adotaríamos qualquer vacina, desde que aprovada pela Anvisa, e assim foi feito. Hoje, somos produtores de vacina em território nacional. Mais do que isso, fabricaremos o próprio insumo farmacêutico ativo, que é a matéria prima necessária.

Em poucos meses, seremos autossuficientes na produção de vacinas. Não sabemos por quanto tempo teremos que enfrentar essa doença, mas a produção nacional vai garantir que possamos vacinar os brasileiros todos os anos, independentemente das variantes que possam surgir. Neste mês, intercedi pessoalmente junto à fabricante pfizer para a antecipação de 100 milhões de doses, que serão entregues até setembro de 2021. E também com a Janssen, garantindo 38 milhões de doses para este ano. Quero tranquilizar o povo brasileiro e afirmar que as vacinas estão garantidas. Ao final do ano, teremos alcançado mais de 500 milhões de doses para vacinar toda a população.

Muito em breve, retomaremos nossa vida normal. solidarizo-me com todos aqueles que tiveram perdas em suas famílias. que Deus conforte seus corações. estamos fazendo e vamos fazer de 2021 o ano da vacinação dos brasileiros. somos incansáveis na luta contra o coronavírus. Essa é a missão e vamos cumpri-la. Deus abençõe o nosso Brasil.