A redução da taxa de transmissão da covid 19 no Brasil e o perigo da volta do número de casos

A taxa básica de reprodução de um vírus em epidemias sem vacina é chamada de R zero e quando existe vacina é chamada de R. A taxa indica o número de pessoas que podem ser contaminadas por um individuo já infectado dentro de certas circunstancias.

Se a taxa é 3 significa que uma pessoa contaminada pode infectar 3 pessoas.

Dados de 15 de setembro informa que o Brasil está com uma taxa de transmissão de 0,9.que significa que cada grupo de 100 infectados transmite o novo coronavírus a outras 90 pessoas. Para que uma epidemia esteja sob controle é necessário que a taxa seja menor que 0,9 durante 14 dias. Isso quebra a cadeia de transmissão.

A taxa sendo menor que 1 significa que a contaminação está regredindo Se o R zero for maior que 1 significa que a epidemia continua a progredir. A média móvel diária de mortes que estava acima de mil.Está em 789 uma redução de 21% em comparação a 14 dias.

A ciência ainda não sabe se a recontaminação   é um caso raro ou se afeta a maioria dos curados e por quanto tempo existe a imunidade. Isso é mais um motivo para a população cumpra com as medidas preventivas.

Não justifica que sejam feitas aglomerações em praias como as que ocorreram nos últimos finais de semana principalmente nos Estados do Rio de Janeiro e em São Paulo. Devemos manter as recomendações do distanciamento para evitar uma nova subida de casos.

Em vários países. Ocorreu uma drástica redução de casos e posteriormente a volta do aumento de casos. O exemplo mais emblemático é o Reino Unido. De primeiro a 10 de agosto a média de novos casos era de menos de mil. Depois começou a aumentar e em 15 de setembro chegou a 3.103 novos casos. O governo do Reino Unido impôs nesta sexta-feira novas restrições seletivas em grande parte do norte da Inglaterra, que impedem os cidadãos de visitar outras pessoas em suas casas.

Que isso sirva de alerta para a população não fazer aglomerações e manter o uso da máscara e a higiene. O governo precisa aumentar o número de testes. Isolando os contaminados o mais rápido possível antes que eles transmitam para outras pessoas.