A resposta do ministro aos ex- presidentes defensores do bandido Lula

“Recebi, com incredulidade, as declarações de ex-chefes de governos europeus que arrogam-se o direito de dar lições sobre o funcionamento do sistema judiciário brasileiro.”  Ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes.

“Qualquer cidadão brasileiro que tenha sido condenado em órgão colegiado fica inabilitado a disputar eleições. Ao sugerir que seja feita exceção ao ex-presidente Lula, esses senhores pregam a violação do estado de direito. Fariam isto em seus próprios países? Mais do que escamotear a verdade, cometem um gesto preconceituoso, arrogante e anacrônico contra a sociedade brasileira e seu compromisso com a lei e as instituições democráticas”. ( Aloysio Nunes, ministro das Relações Exteriores)