Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

A verdade sobre o Programa Mais Médicos e os erros do eleito presidente

O QUE PENSO SOBRE O “MAIS MÉDICOS”

O Programa Mais Médicos serviu para financiar a ditadura cubana.
Serviu para colocar os brasileiros em risco com o atendimento de médicos incapazes de serem aprovados no REVALIDA.

Serviu para escravizar os médicos cubanos porque eles não recebiam seus salários de forma integral e eram obrigados a enviarem grande parte dos salários para o governo Cubano.

SOU TOTALMENTE CONTRA A CONTRATAÇÃO DOS MÉDICOS CUBANOS.NAS CONDIÇÕES DO PROGRAMA LULUPETISTA, “MAIS MÉDICOS”

Foi bom acabar o programa da forma que ocorreu:???

Resposta: não.

Por que? Porque de repente, o governo precisa de imediato de 8 mil médicos em locais de difícil acesso, cidades do interior onde muitos não desejam morar por falta de equipamentos , segurança, lazer, boas escolas (para os filhos dos médicos) , água, e saneamento básico..

Bolsonaro deveria sim, romper com o programa, mas não da forma que fez.

Primeiro faria um concurso ou contratação de médicos até de outros países com o Revalida ( que não era exigido aos cubanos) para ficarem nas cidades onde os cubanos atuam e em seguida, rompia o contrato.
Resultado:
Escreveu bobagens e vai deixar de repente, centenas de cidades sem médicos e milhares de brasileiros sem atendimento.

Poucos médicos brasileiros vão desejar sair de suas cidades de origem para mudar com a família ( esposa, filhos) em cidades que não possui equipamentos e segurança mínimas de trabalho.
As vagas dos cubanos não serão preenchidas de forma imediata e a população ficará sem médicos, inclusive aumentando as mortes por falta de atendimento
Tem cidades no interior da Bahia que só tem médicos cubanos.

O Ministério da Saúde apontou que o MaisMédicos é responsável por 48% das equipes de Atenção Básica em municípios com 10 mil habitantes e em 1.100 municípios o programa é responsável por 100% da Atenção Básica. Qual vai ser o plano emergencial para esses locais,?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.