ABI vai entrar com uma queixa crime contra Bolsonaro

A ABI – associação brasileira de imprensa, ingressará com notícia-crime contra Bolsonaro por expor jornalista e equipes de imprensa ao risco da Covid19 na coletiva em que confirmou estar doente, momento em que tirou a máscara expondo a todos os presentes ao virus.

 

A ABI (Associação Brasileira de Imprensa) divulgou nota hoje em que chama de “criminosa” a atitude do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao receber jornalistas e retirar a máscara durante entrevista concedida mais cedo, quando já sabia estar infectado pelo novo coronavírus. A entidade vai entrar com uma notícia-crime no STF (Supremo Tribunal Federal) contra o chefe do Executivo.

Segundo o órgão, Bolsonaro infringiu dois artigos do Código Penal, o 131, que prevê ato criminoso ao “praticar, com o fim de transmitir a outrem moléstia grave de que está contaminado, ato capaz de produzir o contágio”, e o 132, que fala sobre quem expõe “a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente”.