Acareação para saber qual delator está mentindo

 
Ministro do TSE determina acareação entre três delatores da Odebrecht

 O ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Herman Benjamin, que investiga se houve abuso de poder econômico na chapa Dilma-Temer, marcou uma acareação entre três delatores da Odebrecht – o ex-presidente do grupo Marcelo Odebrecht, e os ex-executivos Hilberto Mascarenhas e Cláudio Melo Filho.
A acareação está marcada para a próxima sexta-feira (10). Ela será feita por videoconferência, ou seja, cada delator participará das cidades onde reside, ou no caso de Marcelo Odebrecht, de onde está preso.

Em seu depoimento ao ministro do TSE Herman Benjamin, o ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo confirmou o que já tinha dito em seu acordo de delação premiada, que veio a público em dezembro; ele afirmou que nesse jantar “Temer solicitou direta e pessoalmente a Marcelo Odebrecht apoio financeiro para as campanhas do PMDB, em 2014”.

Na semana passada, em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral, Marcelo confirmou o jantar, mas diferentemente do que disse Cláudio Melo, afirmou que não tratou de valores diretamente com o então vice-presidente Michel Temer.

Deixar uma resposta