ACM Neto e Rui Costa participam de ato simbólico no Dois de Julho

ACM Neto e Rui Costa participam de ato simbólico no Dois de Julho
O Dia da Independência do Brasil na Bahia, nesta quinta-feira, Dois de Julho, terá atos comemorativos simbólicos no Largo da Lapinha, com as devidas restrições – para garantir o isolamento social, o acesso será liberado apenas às autoridades civis e militares, além da imprensa identificada. A partir das 8h, haverá hasteamento das bandeiras nacional, do estado e da capital baiana, seguido pela deposição de flores aos Heróis da Independência no monumento do General Labatut.

A solenidade contará com as presenças do prefeito ACM Neto e do governador Rui Costa, dos presidentes da Assembleia Legislativa da Bahia, da Câmara de Vereadores e do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), Nelson Leal, Geraldo Júnior e Eduardo Morais de Castro, respectivamente, entre outras autoridades e imprensa.

O local onde ocorrerá as celebrações será interditado com gradil, com intuito de evitar aglomerações. Também será montado um toldo onde as autoridades darão uma coletiva aos jornalistas em área reservada. Não haverá o tradicional cortejo cívico e nem a apresentação de grupos folclóricos ou culturais.

“As grandes nações economicamente desenvolvidas do planeta, que foram atingidas pela Covid-19, em geral, depois de 40 dias conseguiram reduzir de maneira significativa a taxa de crescimento do vírus e, com isso, saíram mais rápido dessa situação difícil. Nós vamos completar 120 dias. Se no Brasil nós tivéssemos feito um isolamento adequado, em que todas as autoridades falassem a mesma língua, principalmente o comando que vem da autoridade central, do governo federal, e se todos tivessem se unido, o país já teria superado a fase crítica e já estaríamos em um momento de retomada da convivência e da atividade econômica”, opinou Neto.

O também presidente nacional do DEM disse que não vai “fraquejar” no combate ao coronavírus na capital baiana. “No que depender de mim, das minhas decisões e do meu esforço, não vamos fraquejar um minuto sequer, nós vamos lutar por cada vida”, afirmou.

Fonte: Secom