Advogado de Lula recorre da decisão de Fachin de enviar julgamento para o Pleno do STF

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) apresentou uma reclamação no Supremo Tribunal Federal (STF) para que um recurso do petista seja julgado pela Segunda Turma e não pelo plenário da Corte, como decidiu o relator do processo, o ministro Edson Fachin.

Na petição, o advogado Cristiano Zanin Martins argumenta que Fachin não justificou os motivos pelos quais o recurso precisa ser decidido pelos onze ministros e insinuou que o relator esteja retirando o processo da turma diante da expectativa de que o petista pudesse ser libertado. “A peça questiona no STF a razão pela qual somente os processos contra Lula com a perspectiva de resultado favorável no órgão competente – a 2ª Turma – são submetidos ao plenário”, escreveu em nota. ( Informação da VEJA)