Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Afastamento ilegal de um governador rasga a lei

O governador do RJ, Wilson Witzel, afastado do cargo,, não vale nada, mas o afastamento não poderia ocorrer sem ele ser réu, sem ele ter feito a defesa e por uma decisão monocrática. ISSO FERE A LEI E ABRE PRECEDENTE PARA OUTROS SEREM AFASTADOS ATÉ MESMO POR PERSEGUIÇÃO POLÍTICA.
UMA DEPUTADA ACUSADA DE ASSASSINATO PRECISA DO AVAL DA CÂMARA PARA SER AFASTADA. E O GOVERNADOR PODE SER AFASTADO SEM PARECER FAVORÁVEL DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA ?
O STF PRECISA REPARAR ISSO OU NÃO ESTAMOS EM ESTADO DE DIREITO. VIVER EM UM PAÍS CUJA LEIS SEJAM RELATIVAS, FLEXÍVEIS,, CHEIRA A DITADURA E ESTADO POLÍCIALESCO. ISSO AFETA A TODOS. SE UM GOVERNADOR É AFASTADO DE FORMA ILEGAL IMAGINE O QUE PODE OCORRER COM UM CIDADÃO COMUM.
O AFASTAMENTO TEM A INFLUENCIA DE BOLSONARO. ELE QUER EVITAR QUE EM DEZEMBRO,, O NOVO PROCURADOR GERAL DO RJ , (QUE COMANDA AS INVESTIGAÇÕES CONTRA FLÁVIO BOLSONARO) SEJA NOMEADO POR WITZEL.
O VICE ESTANDO NO PODER,VAI INDICAR UM BOLSONARISTA PARA PROTEGER O FILHO DE BOZO.