Ajudando Bolsonaro a identificar o que ele chama de "infiltrados"

O presidente participou no último domingo de uma manifestação programada e planejada, na porta do quartel e no dia do Exército.
Ele acenava para manifestantes que aos gritos pediam o AI 5, o fechamento do Congresso e do STF. A Procuradoria Geral da República abriu inquérito para apurar se ocorreu crime de segurança nacional e punir os responsáveis. Este vídeo ajuda a identificar os responsáveis que Bolsonaro chamou de infiltrados.

Segundo Bolsonaro, geralmente quem faz algum tipo de conspiração visa chegar ao poder, o que não se aplica ao caso dele. “Eu já estou no poder. Já sou o presidente da República. Então, estou conspirando contra quem, meu Deus do céu? Falta um pouco de inteligência daqueles que me acusam de ser ditatorial”, alfinetou.

Perguntado sobre qual mensagem daria aos apoiadores que clamam pela volta do AI-5, Bolsonaro rebateu: “Não quero papo com vocês. Quem não quiser ouvir, vá embora. Todo e qualquer movimento tem infiltrado, tem gente que tem a sua liberdade de expressão. Respeite a liberdade de expressão”,

Não existe liberdade de expressão quando se atenta contra a LEI DE SEGURANÇA NACIONAL, QUANDO EXISTE ATENTADO A DEMOCRACIA E A CONSTITUIÇÃO.

Gilmar Mendes defendeu a quebra de sigilo telefônico e bancário dos militantes bolsonaristas que participaram do ato golpista de domingo.

Em entrevista à GloboNews, o ministro do STF disse também que eventuais decretos de Jair Bolsonaro contra o isolamento social podem levá-lo a ser responsabilizado penalmente.