Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Alessandro Vieira – Arras não confrontou as posturas de Bolsonaro

Não há como conquistar a boa vontade do presidente Jair Bolsonaro quando se confronta os seus entendimentos, as suas ideias e as suas posturas”, disse o senador, na sabatina de Aras.

“Ao longo dos últimos dois anos, Vossa Excelência se notabilizou justamente por isso, por não confrontar essas posturas. Mesmo quando as posturas do presidente Bolsonaro foram contrárias à saúde pública e à democracia. É essa essencialmente, não qualquer outra, a razão pela qual não é possível conceder a Vossa Excelência o voto pela recondução. Ainda que, e faço questão de registrar, Vossa Excelência seja seguramente reconduzido. Com larga aprovação desta Casa”.

Segundo o parlamentar, integrante da Comissão de Constituição e Justiça, o atual PGR foi “inerte” e “omisso” no período em que esteve no cargo

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) protocolou há pouco um voto em separado contra a recondução do procurador-geral da República, Augusto Aras, ao cargo por mais dois anos.

Segundo o parlamentar, o atual PGR foi “inerte” e “omisso” no período em que esteve no cargo. Vieira lista 20 casos em que Aras foi omisso ou atuou fora das prerrogativas da função de procurador-geral da República.

Evidentemente, ao cuidar do cargo de Procurador-Geral da República, o Constituinte jamais imaginou, com tamanhas prerrogativas e competências que a função apresenta, que um dia tivesse ocupante tão inerte e omisso em um momento absolutamente peculiar na história brasileira, com gravíssimas tensões entre os poderes e ameaças contra a ordem democrática”, diz Vieira, em trecho do voto em separado.

VOTO EM SEPARADO. COMPLETO DO SENADOR ALESSANDRO VIEIRA:

Voto-em-separado do Senador Alessandro Vieira-2-1