Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Ana Paula Henkel, divulga fake news na rádio Jovem Pan contra vacinas

A ex-jogadora de vôlei e Bolsonarista,  Ana Paula Henkel,  disse, em um programa da Jovem Pan de fevereiro, que as vacinas contra covid-19 aplicadas nos Estados Unidos já causaram a morte de 501 pessoas e mais de 11 mil reações adversas.

Entretanto, a informação foi distorcida pela comentarista bolsonarista, conhecida por disparar fake news. Isso porque os dados são de uma plataforma na qual qualquer pessoa pode incluí-los e, neste caso, ainda sem investigação por parte dos órgãos responsáveis. Por isso, os números não podem ser creditados à vacinação de forma oficial.

Segundo reportagem do portal UOL, A fonte que Ana Paula utilizou é do site do VAERS (Sistema de Notificação de Eventos Adversos de Vacinas, na tradução), do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças), agência do departamento de saúde dos EUA. A plataforma, de fato, reportou 501 mortes e 11.249 eventos adversos por conta das vacinas, no final de janeiro, mas ainda não houve nenhuma verificação do CDC.

01- NÃO FICOU PROVADO QUE AS MORTES TEM LIGAÇÃO COM A VACINA

02 – SE A PESSOA TOMOU A PRIMEIRA DOSE E NÃO TOMOU A SEGUNDA ELE PODE MORRER ATÉ DE COVID E ISSO NÃO SIGNIFICA INEFIFICENCIA DA VACINA

03 – SE EM NOVENTA MILHÕES DE VACINADOS NO MUNDO, 501 MORREM, O NÚMERO DE MORTES É MUITO PEQUENO PARA INVIABILIZAR A VACINA

04 -TODA VACINA NÃO É 100% SEGURA, MAS A GRANDE MAIORIA FICA PROTEGIDA E IMUNIZADA