Andre Mendonça – A mentira ficou evidente após a aprovação

O ex-advogado-geral da União André Mendonça, indicado por Bolsonaro como “terrivelmente evangélico” foi aprovado nesta 4ª feira (1º.dez.2021) pelo Senado para ocupar o cargo de ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).

Ele disse que tem suas convicções diferentes da Constituição, a exemplo do casamento gay, mas como ministro vai respeitar a obediência da Constituição

Porém após ser aprovado ele disse que sua confirmação para o STF “é um passo para o homem, e um salto para os evangélicos”. Se ele vai obedecer a Constituição, não sabemos que tipo de “salto” isso significa para os evangélicos, já que o Estado é laico.
Durante sua permanência como ministro, ele desrespeitou a Constituição e de forma ilegal, ameaçou diversos críticos de Bolsonaro com a Lei da Segurança nacional. Todos que ele ameaçou ficaram livres de serem enquadrados na referida lei, por terem recorrido a justiça.
A aprovação na CCJ DO Senado ainda não significa que ele ingressará no STF, Isso depende da votação no Senado. Os senadores que votaram favoráveis a André Mendonça, ainda terão tempo para mudar seus votos.

Como advogado-geral da União, Mendonça lutou bravamente no Supremo Tribunal Federal contra o direito de Estados e municípios também poderem decidir sobre a imposição de restrições à circulação de pessoas durante a pandemia…. E ISSO NÃO É O QUE DIZ A CONSTITUIÇÃO.

DÁ PARA CONFIAR QUE ELE VAI PASSAR A OBEDECER A CONSTITUIÇÂO ?