Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Ao perceber quer era um anão e não uma criança, Bolsonaro jogou o anão no chão

Na última segunda-feira (17), quando o presidente cumpria agenda no Nordeste.
Bolsonaro em plena pandemia e fazendo aglomeração com apoiadores em Aracaju, no Sergipe
segurou um anão pensando que ele era uma criança

No momento em que Bolsonaro percebeu que era um anão e não uma criança, ele quase joga a pessoa no chão. Uma mulher chega a perguntar: “é uma criança?”.