As quatro fases da vacinação no Brasil - Grupos prioritários

O Governo apresentou um esboço do plano de vacinação no país.

Sobre a armazenagem, o padrão nacional de refrigeração de vacinas, segundo o ministério, é de geladeiras com temperaturas entre 8 e 2 graus celsius. Três vacinas em processo no Brasil podem ser armazenadas nessas temperaturas. A Pfizer exige pelo menos 70 graus negativos para conservar a vacina e estaria fora das nossas possibilidades.

Na noite desta terça, em vídeo do Ministério da Saúde, o secretário disse que o governo não descartou nenhuma vacina.

Pelo plano do governo, a vacinação deve ocorrer em quatro fases. Na primeira, trabalhadores da saúde, idosos a partir dos 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em asilos e instituições psiquiátricas, e população indígena.

Na fase dois, pessoas de 60 a 74 anos.

Na fase três, pessoas com comorbidades que apresentam maior chance para agravamento da doença, como portadores de doenças renais crônicas e cardiovasculares.

E, por último, entrarão professores, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e população carcerária.

Segundo o ministério, deverão ser imunizadas 109, 5 milhões de pessoas nessas quatro fases com duas doses, conforme o previsto. Mas o planejamento é preliminar e pode ser alterado. Vai depender de novos acordos para a aquisição de vacinas depois da aprovação na Anvisa. A previsão é começar a vacinação a partir de março de 2021.