Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

As revelações estarrecedoras de Bruna Morato

A advogada Bruna Morato, que representa os médicos da Prevent Senior, disse à CPI que a empresa fez “pacto” com médicos do gabinete paralelo que estariam alinhados com o Ministério da Economia. Dedo indicador apontando para baixo (costas da mão)

Advogada diz que seu escritório foi invadido, câmeras foram acessadas e deixadas vulneráveis por quatro dias após ter tomado parte em denúncias contra a Prevent Senior junto ao Ministério Público de São Paulo.

Serevent Senior: usou cobaia humanas; realizou eutanásia quando não era mais lucrativo manter pacientes vivos; teve participação no Ministério Paralelo da Saúde; se envolveu com Ministério da Economia; ocultou óbitos; alterou prontuários; vendeu kit Covid.

“Essa descompostura que o senhor tem para tentar desqualificar a denuncia só mostra que vocês não têm qualquer condição técnica para tentar contestar os fatos”, diz advogada Bruna Morato em resposta ao senador Marcos Rogério

Além do lema “lealdade e obediência”, os médicos da Prevent Senior tinham que cantar HINO dos guardiões com a mão no peito. É o que revela a Advogada Bruna Morada aqui na CPI

“Pacientes com e sem Covid-19 ficavam misturados”.

Médicos que recusavam entregar ‘kit Covid’ eram demitidos pela Prevent’, diz advogada de médicos que denunciaram empresa por distribuir cloroquina:

Kit-covid era entregue em pacote lacrado e médicos não tinham autonomia para retirar medicamentos, diz Bruna Morato.

A advogada Bruna Morato ainda solicitou segurança à CPI da Covid, que encaminhará o pedido à Polícia Federal. “Solicito de imediato a proteção da advogada pela gravidade do depoimento que ela prestou”, disse o senador Randolfe Rodrigues.

CPI: Advogada aponta “pacto” entre Ministério da Economia e “gabinete paralelo” em defesa da cloroquina .

Prevent buscou ‘gabinete paralelo’ e Ministério da Economia por ‘pacto’ anti-lockdown, diz advogada.

A CPI da Pandemia aprovou um requerimento do senador Alessandro Vieira para que seja criado um canal público de denúncias sobre eventuais vítimas de tratamentos não convencionais contra a CoVID.

Segundo representante de 12 médicos que trabalharam na operadora, médicos tinham de cantar ‘Hino dos Guardiões’ com a mão no peito. Assessoria da empresa diz que hino era ‘brincadeira’

“Chegou um ponto tão lamentável, na minha opinião. Esse kit era composto por 8 itens. O plantonista dizia para o paciente: ‘Preciso dar. Se eu não der, sou demitido. Se você for tomar, toma só as vitaminas e proteínas. Os outros, além de não terem eficácia, são muito perigosos”

“ÓBITO TAMBÉM É ALTA” LEMA DA PREVENT SÊNIORO