Barroso: “quem tem que tomar decisões sobre gastos é o Congresso”

Respondendo à reportagem da Jovem Pan, sobre a sessão desta quarta-feira, que aprovou o reajuste de magistrados, Barroso foi sucinto: “votei a favor de que o Congresso possa deliberar sobre essa matéria. Portanto, em uma democracia, quem tem que tomar decisões sobre gastos públicos é o Congresso. Acho que o STF não deveria barrar a possibilidade de juízes reivindicarem no Congresso. Agora, se o Congresso acha próprio ou não dar esse aumento, é questão política”.

Agora, a proposta será encaminhada para o Congresso Nacional, que pode manter os valores ou fazer mudanças. Se o aumento for confirmado pelos parlamentares, caberá ao Presidente da República, Michel Temer, sancionar ou vetar a proposta.
Informações da Rádio Jovem Pan