Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Bolsonaristas criticam a lei Rounet, e cantores recebem caches milionários

O show de Gusttavo Lima, em São Luiz-RO, virou alvo de investigação do Ministério Público de Roraima,

A cidade, localizada a 275 quilômetros de Boa Vista, a capital do estado, tem 8.232 habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE. É como se cada morador, entre adultos e crianças, estivesse pagando um ingresso de cerca de R$ 100 para custear o cachê do cantor.

Após o cantor bolsonarista, Zé Neto, da dupla com Cristiano, ter criticado Anitta ( antibolsonarista) e dito que os sertanejos são artistas que não precisam da Rouanet, isto é, de dinheiro público.

Internautas questionaram os cachês de centenas de milhares de reais que prefeituras de cidades Brasil afora, muitas delas de pequeno porte, pagam aos artistas do gênero, inclusive para fins políticos, eleitoreiros, escancarando que eles usam, sim, dinheiro público, embora não recorram à Rouanet.

Em outras palavras, existem artistas que nunca usaram a lei Rounet, tão criticada pelos bolsonaristas, mas que recebem furtunas com dinheiro público.